Introdução aos CDZ -> 30 anos da estreia do anime no Japão

Informações

Introdução

Pôster oficial
do começo do anime!

11 de Outubro de 2016 é uma data importante para o mundo dos Cavaleiros do Zodíaco. É neste dia que o anime completou 30 anos da sua estreia no Japão. Foi no dia 11 de Outubro de 1986, um sábado as 19h, na TV Asahi (os episódios eram exibidos todos os sábados, as 19h).

A produção é da Toei Animation, com apoio e patrocínio da Bandai. O contrato foi assinado com o mestre Kurumada em Junho de 1986 (apenas seis a sete meses após o lançamento do primeiro capítulo do mangá), com o roteiro do primeiro episódio elaborado já em Julho do mesmo ano.

O primeiro anúncio veio nas páginas da revista japonesa Weekly Shonen Jump 40, da Shueisha, lançada no dia 2 de Setembro de 1986, em um pôster de duas páginas que mostrava o dia da estréia, o horário e algumas informações iniciais do staff. A mensagem "Revive Kurumada Legend" se destacava também.

Primeiro anúncio
do anime!

Podemos reparar alguns fatos importantes que já indicavam o sucesso de Saint Seiya no Japão:

  • Nesta edição 40 da WSJ tivemos a publicação do capítulo 38 (19 se for considerar a edição compilada), quando Seiya enfrentava Ikki com a ajuda de partes das armaduras dos seus amigos de bronze. O primeiro volume do mangá tankobon (edição compilada) não tinha sido lançado ainda no Japão. Ele só veio sair 8 dias depois, em 10 de Setembro de 1986.
  • Na época, não era comum um mangá se tornar anime de forma tão rápida como aconteceu com Saint Seiya. Foi algo sem precedentes.
  • A série utilizou-se de recursos de animação nunca antes vistos, como uma tecnologia de processamento óptico recém desenvolvida no Japão na época.
  • O orçamento foi alto na ocasião.

Depois, na edição 45 da Weekly Shonen Jump, lançada em 7 de Outubro de 1986, tivemos o primeiro anúncio colorido, em um pôster com frente e verso mostrando as primeiras imagens do anime, informações dos dubladores (seiyuus) dos cinco Cavaleiros de Bronze principais, fotos da equipe de produção do anime em ação, com destaque para Hiroshi Takeda (produtor), Tadao Kubota (diretor de arte), Shingo Araki (principal desenhista de personagens) e Kozo Morishita (diretor) e a visita do mestre Kurumada aos estúdios da Toei Animation.

A revista trouxe também a letra da música de abertura "Pegasus Fantasy", até então inédita, interpretada pela banda MAKE-UP, com Nobuo Yamada nos vocais. Um sorteio de fitas K7 do single da abertura (que hoje é um item raríssimo) foi feito na revista também.

(1) capa da WSJ 45 (2) página destacando a letra de Pegasus Fantasy (3 e 4) pôster duplo destacando o anime

Várias revistas especializadas, como a Newtype, Animage e Animedia, passaram a publicar matérias e imagens do anime a partir deste mês também.

Anime em destaque na revista japonesa Newtype.

Abaixo, um comercial de TV que anunciava o anime, com a narração do dublador Toru Furuya (Seiya de Pégaso):

Saint Seiya - Primeiro comercial de TV

Anime completa hoje 29 anos da sua estreia no Japão. Foi no dia 11 de Outubro de 1986, na TV Asahi (os episódios eram exibidos todos os sábados, as 19h). Assista o primeiro comercial de TV!

Posted by CavZodiaco - Cavaleiros do Zodíaco on Sábado, 10 de outubro de 2015

Testes antes de chegarmos na versão final dos personagens

Em uma das partes do pôster apresentado pela WSJ 45 podemos ver o Seiya com uma roupa amarela e com a armadura de Pégaso na cor vermelha. A imagem mostra na verdade que testes de colorização foram feitos antes de chegarmos na versão final que conhecemos (provavelmente erraram ao divulgar esta imagem na ocasião). Somente no dia 27 de Fevereiro de 2004, com a publicação do artbook Hikari Saint Seiya Ilustrations, que pudemos comprovar efetivamente isso. O livro trouxe mais imagens preliminares do anime, com estudos de designer e de cores. Podemos ver, inclusive, que cogitou-se a possibilidade de adotar o estilo do mangá nas armaduras dos personagens.


Em entrevista publicada na primeira box de DVDs japoneses, a Pegasus Box, lançada no dia 21 de Dezembro de 2002, Kozo Morishita, diretor do anime, contou que o processo de colorização era bem complicado. Eram necessárias no mínimo três etapas para colorir as armaduras. Na opinião dele, o trabalho realizado em Saint Seiya estabeleceu um novo padrão na indústria da animação japonesa.

Já no dia 24 de Setembro de 2014, com o lançamento da segunda box de Blu-Rays japoneses da série clássica, tivemos acesso a novas imagens que mostram a influência da Bandai, a principal patrocinadora do anime, em esboços preliminares. Como a empresa japonesa tinha visto muito potencial no anime para vender bonecos (action figures), várias sugestões foram dadas, deixando as armaduras mais robotizadas, afim de facilitar a produção dos bonecos. Felizmente essas ideias não foram para frente, mas é curioso ver este tipo de material muitos anos depois da produção do anime.

Livreto da segunda box de Blu-Rays japoneses da série clássica traziam imagens de esboços preliminares.

voltar para o topo da página

última atualização realizada em: 24/01/2017