Saga de Hades -> Inferno

Animes
Saga de Hades - Inferno

Saiba Mais

Introdução

A Fase Inferno da Saga de Hades foi anunciada oficialmente no dia 7 de Agosto de 2005. Ela foi dividida em duas partes, cada uma com seis episódios. Os dois primeiros episódios da primeira parte foram ao ar, via pay-per-view pela Sky PerfectTV!, no dia 12 de Dezembro de 2005. Os episódios 3 e 4 foram exibidos no dia 21 de Janeiro de 2006, enquanto os episódios 5 e 6 no dia 18 de Fevereiro de 2006. A segunda parte foi anunciada no dia 7 de Julho de 2006. Os episódios 7 e 8 foram exibidos no dia 15 de Dezembro de 2006, o 9 e o 10 no dia 19 de Janeiro de 2007, enquanto os episódios 11 e 12 no dia 16 de Fevereiro de 2007. No Japão os episódios foram lançados, também, em formato DVD.

No Brasil, o lançamento aconteceu diretamente em DVD, pela PlayArte, com dublagem da DuBrasil, com lançamento completo no dia 14 de Novembro de 2007.


Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda se encontram no Mundo dos Mortos!
Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda se encontram no Mundo dos Mortos!

Episódio 1 (128): "Cruzem o rio Aqueronte!"

"Watare! Akeron no kawa"

Data original da estreia: 17 de Dezembro de 2005; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

Seiya continua caindo no buraco que leva até o Inferno. Ele relembra das últimas palavras de Shion, pedindo para os cavaleiros de bronze levaram a armadura de Atena para Saori. Shiryu, Hyoga e Shun estão na beira do buraco e Dohko de Libra aparece para explicar sobre o oitavo sentido (Arayashiki). Dohko diz que eles precisam adquirir o oitavo sentido caso queiram chegar vivos no Inferno. Após a breve lição, os três cavaleiros de bronze e o cavaleiro de ouro pulam no buraco. Seiya e Shun acordam no Inferno. O cavaleiro de Andrômeda explica para Seiya o que o Dohko disse (Seiya adquiriu o oitavo sentido sem saber). Os dois cavaleiros de bronze seguem em frente e encontram a Porta do Inferno (ou Portal do Inferno, onde está escrito: "Aquele que aqui entrar perde toda a esperança!"). Eles selam um pacto, de seguir em frente e nunca perder a esperança. Atravessando a porta, eles avistam um imenso e longo rio, onde inúmeros mortos choram e gritam de tristeza. O primeiro espectro surge: Caronte de Aqueronte, o barqueiro do Inferno. O barqueiro percebe que os dois estão vivos e reconhece os dois cavaleiros de bronze como Cavaleiros de Atena (havia um alerta no Inferno, de que os Cavaleiros de Atena estavam presentes no local).

Seiya de Pégaso e Caronte de Aqueronte travam uma luta no rio Aqueronte!
Seiya de Pégaso e Caronte de Aqueronte travam uma luta no rio Aqueronte!

Seiya, como de costume, não tem muita paciência e parte para a briga. Caronte se defende com o seu Remo Giratório. Shun salva Seiya graças a sua Corrente de Andrômeda. Seiya ataca novamente mas tem seus meteoros repelidos. Caronte simplesmente desiste de lutar e pergunta para os dois se eles tem dinheiro pois se eles pagarem, ele aceita levá-los para o outro lado do rio. Seiya perde a paciência com o espectro mas Shun impede, dizendo que não é preciso lutar pois ele tem a solução. Shun oferece o pentagrama (o famoso medalhão) como forma de pagamento. O espectro aceita de imediato. Começa a travessia do rio. Caronte está cantando uma música muita entediante, o que cansa Seiya. De repente, o espectro ataca Seiya, jogando-o para fora do barco. O cavaleiro de Pégaso começa a se afogar porque mortos ficam segurando-o e puxando para o fundo do rio. Shun salva Seiya, novamente, com sua corrente mas o espectro ataca covardimente o Shun. Seiya, à distância, dispara seus Meteoros de Pégaso que, desta vez, atingem em cheio o espectro, que é jogado para fora do barco. Agora apenas Seiya e Shun estão no barco!!! Caronte começa a se afogar mas consegue convencer Shun de que se ele morrer, os dois ficarão navegando eternamente no rio. Shun, com sua tradicional bondade, salva o espectro com sua corrente. Seiya está com o remo do Caronte nas mãos e após um pedido de por favor do espectro e da insistências do Shun, entrega o remo.

O espectro Caronte de Aqueronte não foi páreo para os Meteoros de Pégaso!
O espectro Caronte de Aqueronte não foi páreo para os Meteoros de Pégaso!

No exato momento que ele entrega, o espectro trai os dois cavaleiros e dispara seu golpe Redemoinho Esmagador. Seiya voa longe mais uma vez. Caronte parte para cima do Shun mas o cavaleiro de bronze consegue se defender. Os dois se encaram e Caronte desiste de novo da luta. Ele diz que nunca encontrou alguém com um olhar sem qualquer maldade. Algum tempo depois, Seiya acorda no barco e Shun explica que o Caronte resolveu levá-los para o outro lado do rio novamente. Seiya não acredita muito mas aceita! Logo que avistam terra, Caronte explica que eles estão chegando na primeira prisão. O espectro explica que o mundo das trevas é composto de oito prisões, três vales, dez fossos e quatro campos (ou esferas). Finalmente os três chegam no outro lado do rio. Seiya resolve partir rapidamente mas é impedido pelo espectro que resolve lutar novamente. Seiya pede para Shun não intrometer. A luta começa mas termina rapidamente pois Seiya mata o espectro disparando poderosos Meteoros de Pégaso. O barqueiro cai no barco, junto com várias moedas, que segue sem rumo de volta para o Rio. Seiya e Shun seguem para a primeira prisão!


Seiya de Pégaso faz muito barulho para provocar o soldado Markino!
Seiya de Pégaso faz muito barulho para provocar o soldado Markino!

Episódio 2 (129): "O julgamento silencioso!"

"Shizuka-naru hôtei"

Data original da estreia: 17 de Dezembro de 2005; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

Seiya e Shun começam a subir uma imensa ladeira. No topo, eles encontram a Morada do Juízo, onde os mortos são julgados. Um novo espectro aparece: Markino, um soldado do Inferno. Markino explica que naquele local não é permitido qualquer tipo de barulho e todos devem ficar quietos. Seiya começa a provocar o espectro, falando alto e espirrando escandalosamente. Logo em seguida, Markino leva os dois cavaleiros de bronze para dentro da morada, onde eles encontram o espectro Lune de Balron, que está substituindo o juiz Minos de Griffon. Lune começa a reclamar com Markino, alegando que ele também estava fazendo muito barulho. Começa o julgamento de Seiya e Shun. Lune pegunta o nome dos Cavaleiros mas não encontra no grande livro. O espectro pergunta novamente e Seiya, para provocar de novo, grita muito alto o seu nome. Markino dá um berro para avisar Lune de que aqueles dois são Cavaleiros de Atena que atravessaram o Rio Aqueronte. Lune se zanga novamente com Markino e prende o soldado com seu chicote, que com um movimento acaba cortando em pedaços o espectro. Lune parte para cima de Seiya e dispara o golpe Reencarnação, que mostra para o Seiya alguns "pecados" que ele cometeu no passado (como matar insetos, peixes, etc). Com isso, o espectro envia Seiya para a sexta prisão, o Poço de Sangue, mas Seiya é salvo pela Corrente de Andrômeda do Shun.

Lune de Balron julga erroneamente Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda!
Lune de Balron julga erroneamente Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda!

Lune encara Shun e leva um susto. O espectro começa a dizer: Não acredito, você é ele!!! Shun não entende nada. O espectro diz para si mesmo que não é possível e ataca Andrômeda com seu chicote. Shun se defende novamente com sua corrente! O espectro dispara o seu Chicote de Fogo e Shun tenta se defender com a Defesa Circular. A defesa acaba sendo inútil e Lune corta o corpo de Shun em pedaços, restando a cabeça intacta. Lune pega a cabeça do Shun, dizendo que vai enterrá-la, mas de repente Shun grita o nome de Lune. O espectro leva mais um susto e começa a pedir desculpas, correndo para fora da morada. Radamanthys chega e pergunta o que está acontecendo! Ainda na morada, Shun, que está inteiro, acorda Seiya. Os dois se levantam e saem do local por outra porta. Do lado de fora, Lune conversa com Radamanthys e diz que foi iludido pois ao invés da cabeça, ele estava segurando o próprio capacete da sua surplice. A pessoa que causou toda essa confusão na cabeça de Lune aparece: Kanon de Gêmeos! O Cavaleiro de Ouro mata Lune em segundos, destruindo seu chicote e logo depois o corpo inteiro do espectro, tocando-o apenas com um dedo. Logo em seguida, ele pergunta para Radamanthys se ele quer ser o próximo a enfrentá-lo ou se ele quer levá-lo para ver Hades pessoalmente. O espectro fica perplexo com tanta arrogância e tenta atacar Kanon. O Cavaleiro de Ouro esquiva-se facilmente e diz ao espectro que ele só venceu três cavaleiros de ouro no castelo de Hades porque, naquele território, os cavaleiros de ouro só possuiam um décimo do poder devido ao poder de Hades.

Kanon de Gêmeos chega no Inferno e mostra uma força nunca vista antes!
Kanon de Gêmeos chega no Inferno e mostra uma força nunca vista antes!

Seiya e Shun chegam no local, onde Kanon avisa que eles terão que mudar de atitude, caso queiram se manter vivos no Inferno. Kanon ensina que eles não podem ser entregar, só porque feriram muitos inimigos no passado. Radamanthys é totalmente ignorado neste momento! Seiya e Shun partem, já que eles tem a missão de entregar a armadura de Atena para Saori. Radamanthys ataca Kanon com sua Máxima Precaução mas ele revida com o Satã Imperial, que deixa o espectro atordoado. Logo surgem mais espectros e Radamanthys avisa que eles morrerão caso tentem enfrentar Kanon. O espectro ainda avisa que nem que eles fossem centenas, estariam a altura de enfrentar Kanon. O aviso não fez os espectros mudarem de idéia e mesmo antes de se apresentarem, Kanon dispara uma Explosão Galáctica e mata todos eles de uma vez só!


Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda encontram o cão Cérbero!
Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda encontram o cão Cérbero!

Episódio 3 (130): "Orfeu! O cavaleiro lendário!"

"Densetsu no seinto Orufe"

Data original da estreia: 21 de Janeiro de 2006; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

Os Cavaleiros de Bronze, Shun de Andrômeda e Seiya de Pégaso, finalmente chegam e adentram a segunda prisão, que logo de cara lembra um templo egípcio. Lá eles dão de frente com Cérbero, o cão de guarda do Inferno (Cérbero é o lendário cão de três cabeças e que guarda a entrada do Inferno). Eles tentam passar sem serem percebidos mas uma das cabeças do monstro os ataca e pega Seiya. Por não gostar do "sabor" do cavaleiro (já que ele está vivo e o Cérbero só costuma comer pessoas mortas), o monstro acaba cuspindo Seiya. Neste momento, surge o guardião do local, o espectro Faraó de Esfinge que incita Cérbero a atacar os cavaleiros novamente. Seiya, com seus Meteoros de Pégaso, e Shun, com suas Correntes de Andrômeda, conseguem derrotar facilmente as três cabeças do Cérbero, que cai morto logo em seguida. Faraó, perpflexo, decide atáca-los com a sua Balança da Maldição, golpe que retira o coração do oponente e o leva até a balança sagrada - caso o coração pese mais que uma pluma, o dono do coração será destruído (tanto o corpo quanto a alma). O golpe atinge primeiramente Seiya e seu coração começa a sair do seu corpo. Quando Seiya estava sofrendo muito e prestes a perder a vida, surge Orfeu, o lendário Cavaleiro de Prata. Diz a lenda que mesmo sendo um Cavaleiro de Prata, Orfeu poderia vencer os Cavaleiros de Ouro. Orfeu compra a briga e ataca os cavaleiros de bronze mas o golpe dado por Orfeu não foi verdadeiro e não serviu para atacar mas sim para tirá-los da visão do espectro Faraó, ou seja, foi um golpe falso.

Seiya é atingido pelo golpe Balança da Maldição do Faraó!
Seiya é atingido pelo golpe Balança da Maldição do Faraó!

Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda acordam em um local florido, algo totalmente inusitado no Inferno, e lá eles encontram Eurídice, uma garota que foi petrificada na segunda prisão. Ela conta que vivia com Orfeu na Terra, onde eles se amavam muito, mas infelizmente ela morreu por causa de uma picada de cobra. O fato fez Orfeu ir ao Inferno implorar pela vida de Eurídice à Hades. Graças a música da Lira de Orfeu, que é capaz emocionar os deuses, Hades aceitou o pedido do cavaleiro e permitiu que eles voltassem a Terra. Pandora, ao ver tudo isso não concordando, mandou o espectro Faraó de Esfinge utilizar o seu espelho mágico para enganar Orfeu (Orfeu não podia olhar para trás, está era a única condição imposta por Hades para eles irem embora). O Cavaleiro de Prata acabou olhando para traz quando viu uma suposta luz do Sol e Eurídice foi petrificada. Devido a este fato, Orfeu resolveu ficar no Inferno ao lado de sua amada para o resto da vida, abdicando da vida de Cavaleiro de Atena (no Santuário, ninguém sabia do paradeiro do Cavaleiro de Prata Orfeu de Lira e a sua existência acabou virando até uma lenda, onde muitos duvidavam da sua existência).

Orfeu de Lira e Faraó de Esfinge lutarão até a morte!
Orfeu de Lira e Faraó de Esfinge lutarão até a morte!

Orfeu de Lira aparece diante dos cavaleiros de bronze e manda eles fugirem do local. Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda não concordam com o pedido do cavaleiro de prata e se recusam a sair do local. Nesse meio tempo, Faraó aparece novamente, junto com um brilho intenso, tomando a armadura de Atena de Seiya. Ao ver isso, Orfeu se lembra que foi essa mesma luz que o fez olhar para trás. Ele fica enfurecido ao saber que foi o espectro Faraó quem o atrapalhou e causou a petrificação da sua amada Eurídice. Orfeu não pensa duas vezes e desafia Faraó para uma batalha final. Agora o lendário Cavaleiro de Prata, Orfeu de Lira, lutará novamente como um Cavaleiro de Atena para vingar-se de todo o mal causado por Faraó, Pandora e Hades!


Orfeu de Lira queima o seu cosmo ao máximo para vencer o Faraó!
Orfeu de Lira queima o seu cosmo ao máximo para vencer o Faraó!

Episódio 4 (131): "A triste melodia de Orfeu!"

"Orufe kanashiki rekuiemu"

Data original da estreia: 21 de Janeiro de 2006; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

A batalha entre os cavaleiros que utilizam instrumentos musicais como armas se inicia. A vantagem incial é de Orfeu de Lira mas Faraó de Esfinge e isso faz com que Faraó solte a Armadura de Atena. Seiya, percebendo que o espectro soltou a Armadura, se joga no chão e consegue pegá-la. Faraó fica perplexo com o poder de Orfeu mas consegue tomar a frente na batalha quando consegue destruir a corda Sol da Lira de Orfeu. Acuado e sofrendo muito com a música de Faraó, Orfeu está quase vencido. O espectro começa a conta porque enganou Orfeu com a luz do Sol: ele tinha inveja pelo fato de Orfeu ter tomado o seu lugar, já que era ele quem tocava música para Pandora e Hades. O espectro dispara novamente o seu golpe Balança da Maldição mas quem sofre com o ataque é ele mesmo. O seu coração começa a sair do corpo em direção a balança sagrada. Atordoado, Faraó deixa cair no chão o espelho mágico de Pandora. Orfeu percebe e parte em direção do espelho para em seguida destruí-lo com os pés. Orfeu relembra novamente o momento em que foi enganado por causa do reflexo do espelho mas em vez de ficar com mais raiva do espectro, ele o agradece por ter lhe feito abrir os olhos perante a situação. Orfeu entende que não podia fazer nada para ressuscitar Eurídice já que a vida é algo único. A amada de Orfeu fica feliz ao ouvir as palavras do seu amor.

O espectro Faraó de Esfinge sucumbiu ao poder da Lira de Orfeu!
O espectro Faraó de Esfinge sucumbiu ao poder da Lira de Orfeu!

Agora Orfeu de Lira está pronto para lutar novamente como um Cavaleiro de Atena. Ele promete derrotar Faraó e depois Hades. O espectro diz que não poderá vencê-lo pois ele destruiu a corda Sol da Lira de Orfeu. Ele ataca novamente com a Balança da Maldição mas Orfeu contra-ataca segurando a corda Sol com a boca. Agora ele pode lutar em igualdade! Orfeu dispara o seu golpe Acorde Noturno que destrói completamente a armadura do Faraó de Esfinge. O espectro cai morto no chão. Antes de morrer, Faraó assumi que perdeu e que Hades gosta mesmo é de ouvir a música de Orfeu. Eurídice agradece tudo o que Orfeu fez por ela, dizendo que se manteu viva enquanto Orfeu tocava a sua Lira, mesmo estando petrificada. Ela agradece novamente o seu amado e diz adeus. Os dois choram pois sabem que nunca mais irão se ver. Orfeu convida os Cavaleiros de Bronze a irem com ele até a Giudecca, local onde Pandora e Hades estão. Ele conta que de treze em treze dias ele é obrigado a tocar a sua Lira para Hades e hoje é um desses dias. Será nesta hora que Seiya e Shun terão uma chance de atacar Hades!

O espectro Golem de Rock encara o cavaleiro Shiryu de Dragão!
O espectro Golem de Rock encara o cavaleiro Shiryu de Dragão!

Kanon de Gêmeos, Shiryu de Dragão e Hyoga de Cisne já estão na terceira prisão. O espectro Golem de Rock tenta detê-los atirando pedras gigantes neles mas Shiryu, com seu Cólera do Dragão, consegue destruir as pedras e o espectro ao mesmo tempo. Depois é a vez do espectro Iwan de Troll mas antes que ele se apresente Hyoga o vence facilmente com o Pó de Diamante. Orfeu então volta suas atenções contra Hades e leva Shun e Seiya para Giudecca Lá, Pandora o recebe com desconfiança já que Orfeu chegou no local carregando um baú. Ela pede para Orfeu abrir o baú mas ele diz que só irá abrir na presença de Hades. Pandora resolve abrir o baú e encontra somente flores. Orfeu explica que na segunda prisão, onde ele fica confinado, tem muitas flores e que desta vez, modestamente, ele colheu algumas delas para Hades. Pandora não cai na conversa de Orfeu e usa seu tridente para furar o baú. Como ela não encontra nada, logo em seguida pede desculpas para Orfeu, que se preocupa com possíveis ferimentos que Seiya e Shun poderiam ter sofrido, já que os dois estavam dentro do baú. Orfeu está pronto para tocar sua Lira e atacar Hades mas, ao fundo, surgem Aiacos de Garuda, Minos de Griffon e Radamanthys de Wyvern, o três Juizes do Inferno. Orfeu fica sem saber o que fazer na presença dos mais poderosos espectros.


Os trêz juízes do mundo dos mortos se com Pandora na Giudecca!
Os trêz juízes do mundo dos mortos se com Pandora na Giudecca!

Episódio 5 (132): "A possessão demoníaca!"

"Hâdesu! Kyôgaku no hyôi"

Data original da estreia: 18 de Fevereiro de 2006; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

Orfeu chega na Giudecca (para tocar Lira para Hades), trazendo consigo um baú. Pandora questiona Orfeu, perguntando sobre o baú. O cavaleiro de Prata diz que gostaria de mostrar o conteúdo apenas para Hades. Pandora não aceita e abre o baú. Enquanto isso, Kanon encontra Eurídice. A amada de Orfeu explica que ele levou os dois cavaleiros de bronze para Giudecca, onde tentarão matar Hades. Kanon acha tudo isso suicídio. De volta a Giudecca, Pandora se assusta ao ver apenas flores dentro do baú. Ainda desconfiada, ela começa a enfiar sua lança dentro do baú mas não encontra nada. Ela pede desculpas para Orfeu e solicita que ele comece a tocar sua Lira. Quando Orfeu ia começar a tocar, surge Radamanthys de Wyvern, um dos três juízes do mundo dos mortos. Logo em seguida surgem: Aiacos de Garuda e Minos de Griffon, os outros dois juízes. Orfeu fica perplexo. Radamanthys pergunta para Pandora porque ela chamou os três juízes para a Giudecca. Pandora explica que gostaria que eles ouvissem a música de Orfeu. Orfeu, em pensamento, torce para que Seiya e Shun não morram pois não é um bom sinal os três juízes estarem lá exatamente hoje. Radamanthys não quer aceitar ter que ficar ouvindo a música de Orfeu mas acaba sendo convencido por Pandora.

Shun, possuído por Hades, é atingido pelo golpe do Orfeu de Lira!
Shun, possuído por Hades, é atingido pelo golpe do Orfeu de Lira!

Orfeu começa a tocar sua Lira e Hades aparece no trono. Ele então dispara o sua Serenata da Viagem da Morte. Curiosamente, todos começam a dormir (os três juízes, Pandora e Hades). Esta é a grande chance de Orfeu. Ele corre para atacar Hades mas é atingido pelas costas. É Radamanthys, que suspeitava da "traição" de Orfeu. Quando o espectro iria disparar mais um golpe em Orfeu, é atingido pelos Meteoros de Pégaso de Seiya, que a esta altura já está fora do baú, assim como Shun. Orfeu corre novamente para atacar Hades mas estranha o rosto do Deus. Seiya vê o pentagrama utilizado por Hades e Shun reconhece, dizendo que é idêntico ao seu. Quando Shun olha para Hades, ele fica perplexo e diz: SOU EU!!! Orfeu resolve atacar e dispara o seu Acorde Perfeito. O golpe faz Hades desparecer. Radamanthys se aproveita da situação e ataca Orfeu. Ele passa a utilizar Orfeu como escudo, caso Seiya e Shun queiram atacar. Orfeu pede para Seiya atacar, sem se preocupar com ele. O cavaleiro de Pégaso pede desculpas para Orfeu e dispara o seu Meteoro de Pégaso, que atinge em cheio Radamanthys mas também em Orfeu. Orfeu morre nos braços de Seiya, dizendo que Atena é de responsabilidade deles agora. Radamanthys ainda está vivo e se levanta, mandando em seguida Seiya para o gelo de Cocito.

O espectro Flégias de Lycaon derrota Hyoga e Shiryu, mas é vencido por Kanon!
O espectro Flégias de Lycaon derrota Hyoga e Shiryu, mas é vencido por Kanon!

Shun fala para Radamanthys parar, porque eles não gostam de lutar. Radamanthys fica perplexo pois reconhece que Shun tem a mesma voz de Hades, além de ser muito semelhante. Shun pede novamente para que Radamanthys pare. Desta vez ele atende. Seiya, perplexo, diz que Shun mudou de personalidade e agora ele é HADES!!! Kanon de Gêmeos, Shiryu de Dragão e Hyoga de Cisne chegam até a quarta prisão. Logo de cara eles têm pela frente o espectro Flégias de Lycaon. Hyoga e Shiryu tentam atacar o espectro mas são feridos violentamente pelo golpe Uivo Infernal e caem no chão. Kanon vence facilmente e sobe em uma nova jaganda levando consigo os cavaleiros de bronze para o outro lado do rio. Na jangada, pensativo, Kanon questiona o fato de ter esquecido de perguntar ao espectro quanto tempo demora para chegar na quinta prisão. Pandora começa a fazer curativos na mão de Hades, tendo em vista que ela o feriu quando enfiou sua lança no baú e atingiu Shun de Andrômeda, agora Hades!


Pandora faz curativos na mão de Hades, ferida por ela mesmo!
Pandora faz curativos na mão de Hades, ferida por ela mesmo!

Episódio 6 (133): "O caminho para Giudecca!"

"Gekitô! Jûdekka he no michi"

Data original da estreia: 18 de Fevereiro de 2006; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

Pandora continua fazendo curativos na mão de Hades, que foi ferida pela da sua lança no momento em que ela a enfincou no baú. Seiya de Pégaso está preso no gelo de Cocito, enquanto Shiryu de Dragão e Hyoga de Cisne chegam do outro lado do rio e encontram Kanon de Gêmeos derrotando mais um espectro: Stand de Beseouro Mortal, que também não teve nem tempo de se apresentar. De repente, surge o espectro Radamanthys de Wyvern. Finalmente o confronto entre o Cavaleiro de Gêmeos e o juiz dos mundo dos mortos vai acontecer sem interrupções. A luta começa e Kanon golpeia violentamente Radamanthys, que cai ferido no chão.

Minos de Griffon aproveita-se da situação e judia de Kanon de Gêmeos!
Minos de Griffon aproveita-se da situação e judia de Kanon de Gêmeos!

Nisso surgem os outros dois juízes: Minos de Griffon e Aiacos de Garuda. Radamanthys fica irritado com a presença dos outros juízes e diz que quer lutar sozinho (ele não aceita ser mais fraco que os outros juízes). Aiacos ignora o pedido de Radamanthys e dispara o golpe Ilusão Galáctica em cima de Kanon, que cai ferido no chão. Minos também resolve lutar e quebra um dedo de Kanon com sua Marionete Cósmica. Mostrando um grande poder, ele começa a contorcer o corpo do Cavaleiro de Ouro, novamente com a Marionete Cósmica, mas o cavaleiro de bronze Ikki de Fênix surge para salvar Kanon. Os espectros ficam perplexos com o aparecimento de Ikki e Kanon resolve contar a verdade sobre Shun. Ao mesmo tempo que Kanon vai contando a história, Ikki começa a se lembrar da sua infância com Shun e os bons momentos que passaram juntos. Ele não quer acreditar que Shun agora é Hades. Aiacos de Garuda se cansa da conversa de Ikki e Kanon e dispara o golpe Vôo de Garuda contra o cavaleiro de bronze, jogando-o para o céu. Ele marca uma X no chão e diz que o cavaleiro de Fênix cairá naquele local em 3 segundos.

Aiacos de Garuda leva grande vantagem na luta contra Ikki de Fênix!
Aiacos de Garuda leva grande vantagem na luta contra Ikki de Fênix!

Após os 3 segundos, Ikki cai violentamente em cima do X marcado por Aiacos. Kanon diz para Aiacos que ele já enfrentou o Ikki no passado e que não vencerá Ikki tão facilmente, já que ele é igual a Fênix: sempre renasce das cinzas para lutar. Aiacos ignora e dispara novamente o seu golpe. Ele faz outra vez uma marca de X no chão. Desta vez, após 3 segundos, Ikki não cai. Todos ficam sem entender o que aconteceu e de repente Ikki de Fênix surge e dispara um violento golpe pelas costas de Aiacos, que cai ferido no chão. Ikki diz que a marca de X feita por Aiacos representa agora o local onde ele será morto. Ikki explica porque conseguiu evitar o golpe de Aiacos: uma técnica utilizada anteriormente por um cavaleiro não funciona na segunda vez! Ikki pergunta para Radamanthys e para Minos quem será o próximo. Minos responde dizendo que ele ainda não venceu Aiacos.

Obs.: Após o término deste último episódio, aparece uma cena que mostra Marin e Seika, dando a entender que ela finalmente encontrou a irmã de Seiya e deixando claro definitivamente que Marin não é Seika!


Ikki de Fênix consegue deter todos os golpes do espectro Aiacos de Garuda!
Ikki de Fênix consegue deter todos os golpes do espectro Aiacos de Garuda!

Episódio 7 (134): "O Grande Eclipse!"

"Shinbatsu! Gureitesuto Ekurippusu"

Data original da estreia: 15 de Dezembro de 2006; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

A luta entre Ikki de Fênix de Aiacos de Garuda é retomada. Kanon de Gêmeos, Radamanthys de Wyvern e Minos de Griffon estão no local e observam a luta. Hades conversa com Pandora e sente a presença de um cosmo "estanho mas conhecido". Pandora explica que trata-se de Ikki de Fênix, o irmão do hospedeiro de Hades. O Deus maligno pede para Pandora que traga Fênix para a Giudecca. Enquanto isso, Ikki dispara o seu Golpe Fantasma de Fênix em Aiacos de Garuda mas o golpe não tem efeito algum no espectro. Aiacos contra-ataca com a Ilusão Galáctica, golpe que também não tem efeito algum em Ikki. O Cavaleiro de Fênix tem uma vantagem psicológica no combate e desta vez aniquila totalmente o espectro com o seu Ave Fênix! Aiacos cai morto no chão, para o espanto de Minos e Radamanthys. De repente, Ikki é teletransportado, por Pandora, para Giudecca deixando Minos e Radamanthys mais assustados ainda. Kanon também se assusta e fica preocupado tentando adivinhar onde Ikki foi parar e quem fez aquilo! Na Giudecca, Ikki de Fênix reconhece a pessoa sentada no trono: é o seu irmão Shun de Andrômeda que agora está possuído por Hades. Ele não aceita o fato do seu irmão ter se tornado Hades. Pandora tem uma longa conversa com Ikki e relembra o momento em que ela o encontrou, ainda criança, carregando o bebê Shun em seu colo. Foi neste momento que Pandora colocou o Pentagrama de Hades em Shun, fazendo com que Hades se apodera-se do corpo do futuro Cavaleiro de Andrômeda. Na verdade Ikki relutou muito mas acabou caído no chão por causa do poder da Pandora e ela se aproveitou deste momento. Hades então ficou "encubado" no corpo de Shun até que ele crescesse mas quiz o destino que ele se torna-se um Cavaleiro de Atena. Como Pandora apagou este encontro da memória de Ikki, ele não se lembrava mas ouvindo Pandora contar toda a história, Ikki começa a relembrar de tudo.

Ikki de Fênix esbofeteia a cara de Shun possuído por Hades!
Ikki de Fênix esbofeteia a cara de Shun possuído por Hades!

Nisso surgem os outros dois juízes: Minos de Griffon e Aiacos de Garuda. Radamanthys fica irritado com a presença dos outros juízes e diz que quer lutar sozinho (ele não aceita ser mais fraco que os outros juízes). Aiacos ignora o pedido de Radamanthys e dispara o golpe Ilusão Galáctica em cima de Kanon, que cai ferido no chão. Minos também resolve lutar e quebra um dedo de Kanon com sua Marionete Cósmica. Mostrando um grande poder, ele começa a contorcer o corpo do Cavaleiro de Ouro, novamente com a Marionete Cósmica, mas o cavaleiro de bronze Ikki de Fênix surge para salvar Kanon. Os espectros ficam perplexos com o aparecimento de Ikki e Kanon resolve contar a verdade sobre Shun. Ao mesmo tempo que Kanon vai contando a história, Ikki começa a se lembrar da sua infância com Shun e os bons momentos que passaram juntos. Ele não quer acreditar que Shun agora é Hades. Aiacos de Garuda se cansa da conversa de Ikki e Kanon e dispara o golpe Vôo de Garuda contra o cavaleiro de bronze, jogando-o para o céu. Ele marca uma X no chão e diz que o cavaleiro de Fênix cairá naquele local em 3 segundos.

Shun toma o controle sobre o corpo de Hades e tenta se enforcar!
Shun toma o controle sobre o corpo de Hades e tenta se enforcar!

Após os 3 segundos, Ikki cai violentamente em cima do X marcado por Aiacos. Kanon diz para Aiacos que ele já enfrentou o Ikki no passado e que não vencerá Ikki tão facilmente, já que ele é igual a Fênix: sempre renasce das cinzas para lutar. Aiacos ignora e dispara novamente o seu golpe. Ele faz outra vez uma marca de X no chão. Desta vez, após 3 segundos, Ikki não cai. Todos ficam sem entender o que aconteceu e de repente Ikki de Fênix surge e dispara um violento golpe pelas costas de Aiacos, que cai ferido no chão. Ikki diz que a marca de X feita por Aiacos representa agora o local onde ele será morto. Ikki explica porque conseguiu evitar o golpe de Aiacos: uma técnica utilizada anteriormente por um cavaleiro não funciona na segunda vez! Ikki pergunta para Radamanthys e para Minos quem será o próximo. Minos responde dizendo que ele ainda não venceu Aiacos.


Shun de Andrômeda tenta se sacrificar para que Ikki mate Hades!
Shun de Andrômeda tenta se sacrificar para que Ikki mate Hades!

Episódio 8 (135): "A dura decisão de Ikki!"

"Ikki! Dokoku no ken"

Data original da estreia: 15 de Dezembro de 2006; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

O Cavaleiro de Bronze Shun de Andrômeda continua dominando o maligno Deus Hades, tentando se enforcar com a própria mão. Ele pede para que o seu irmão, Ikki de Fênix, mate Hades e consequentemente o mate também. Ikki reluta e, em pensamento, lembra do fato de Shun ser o Cavaleiro de Andrômeda e por isso deseja se sacrificar em nome da justiça. Neste momento, Pandora crava o seu tridente nas costas do cavaleiro de Fênix, machucando-o gravemente. Quando ela tenta atacá-lo novamente, as correntes de Andrômeda envolvem o corpo de Ikki, protegendo-o do segundo ataca. Shun quer realmente se sacrificar! Ikki começa a lembrar da sua infância com Shun (momento emocionante). Ele lembra, também, do momento em que encontrou o seu irmão Shun na Guerra Galáctica, quando ele ainda era dominado pelo ódio (destaque total para as cenas dos episódios antigos, os clássicos, totalmente refeitas e em alta qualidade, principalmente a da Guerra Galáctica.). Ikki desta vez não hesita e golpeia o coração de Shun.

Ikki retira um monstro horrível de dentro do coração do Shun!
Ikki retira um monstro horrível de dentro do coração do Shun!

O golpe de Ikki faz com que muito sangue voe por todo lado. Ikki chora muito (mais um momento emocionante), já que ele acredita que matou o seu irmão também. O Cavaleiro de Fênix retira de dentro do coração do Shun um monstro horrível. Ele se pergunta se o monstro é Hades!!! Ikki joga o monstro no chão e com muito ódio pisa nele, matando-o! Pandora vê tudo, perplexa! Seiya de Pégaso, que está preso no gelo de Cocito, pressente o momento e tem uma visão de um monstro, ainda mais horrível e muito maior do que aquele que Ikki retirou de dentro do corpo do Shun, atacando Ikki. Obviamente tudo não passou de um pressentimento mas que no fundo era real. De repente, Hades, que não morreu ainda, começa a falar novamente com Ikki e seu cabelo começa a ficar preto. Ikki se lembra que este é efeito é parecido com o efeito que aconteceu com o cabelo do Saga de Gêmeos quando ele ficou mal. Pandora percebe que Ikki conteve a força do seu golpe e por isso não feriu gravemente o Deus. Hades dispara mais uma rajada de cosmo e joga Ikki longe. O mais forte dos Cavaleiros de Bronze cai desmaiado no chão.

Ikki retira um monstro horrível de dentro do coração do Shun!
Ikki retira um monstro horrível de dentro do coração do Shun!

A pedido de Pandora, surge o espectro Valentine de Harpia. Ela pede para que Valentine leve Ikki de Fênix para o gelo de Cocito, local onde as pessoas que desafiaram e lutaram contra os deuses devem ficar. O espectro vai embora, levando Ikki consigo. Hades pede para Pandora se retirar também. O Cavaleiro de Ouro Shaka de Virgem surge na Giudecca e encara Hades, que fica perplexo. Valentine joga Ikki no gelo de Cocito. Seiya vê tudo indignado. Ele vê, também, que os Cavaleiros de Ouro Mu de Áries, Aiolia de Leão e Milo de Escorpião também estão presos no gelo de Cocito. Seiya começa a conversar com o espectro e acaba levando-o no papo. Ele convence o espectro a tirá-lo do gelo, já que ele tem a armadura de Atena. O fato do Cavaleiro de Pégaso ter em mãos um artefato tão valioso faz com que Valentine não pense duas vezes para libertar Seiya. O Cavaleiro de Pégaso, assim que sai do gelo, ataca com alguns chutes e socos, todos em vão. Em seguida, ele dispara os seus Meteoros de Pégaso, que não chegam a ferir Valentine. O espectro ataca com o golpe Devorador de Vidas, fazendo Seiya cair ferido no gelo. Shaka começa a conversar com Hades para em seguida atacar com o seu golpe Rendição Divina. O golpe é interrompido por Atena, que chega na Giudecca para espanto de Hades. Pandora, do lado de fora da Giudecca, pressente a presença de um cosmo terrível e ameaçados!


Ikki retira um monstro horrível de dentro do coração do Shun!
Ikki retira um monstro horrível de dentro do coração do Shun!

Episódio 9 (136): "O sacrifício da deusa!"

"Ikki! Dokoku no ken"

Data original da estreia: 19 de Janeiro de 2007; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

A luta entre o Cavaleiro de Bronze Seiya de Pégaso e o espectro Valentine de Harpia recomeça. Seiya tenta disparar novamente os seus Meteoros de Pégaso mas os golpes não fazem sequer um arranhão na surplice de Valentine. Com um ar de superioridade, o espectro ataca novamente com o seu golpe Devorador de Vidas. O golpe atinge em cheio o peito de Seiya, fazendo a sua armadura rachar em vários pontos. Devido ao impacto, Seiya deixa cair a Armadura de Atena no chão gelado de Cocito. Valentine vê que a armadura caiu e caminha para pegá-la. Seiya não deixa, segurando-a com força. O espectro de Harpia começa a pisar na mão de Seiya para depois chutar a sua cara. O cavaleiro de Pégaso cai desmaiado no chão e Valentine se aproveita deste momento para pegar a Armadura de Atena. Quando ele toca na Armadura, sua mão fica toda queimada, devido o cosmo emanado pela Armadura da deusa. Seiya levanta irritado e começa a queimar o seu cosmo ao máximo. Ele dispara mais uma vez os seus Meteoros de Pégaso e desta vez eles destroem toda a surplice de Harpia. Valentine cai morto no chão!

Atena utiliza o tridente da Pandora para expulsar Hades do corpo de Shun!
Atena utiliza o tridente da Pandora para expulsar Hades do corpo de Shun!

Enquanto isso, do lado de fora da Giudecca, Pandora sente novamente um imenso cosmo dentro da Giudecca e fica apavorada. Atena já está dentro do local e conversa com Hades. Shaka tenta atacar o Deus maligno novamente mas é detido por Saori, que começa a subir as escadarias em direção ao trono onde Hades está sentado. Ela se ajoelha e pede para Hades parar o Grande Eclipse com a condição de dar a sua vida em troca da vida dos humanos. Hades diz que eles já lutaram várias vezes e que agora nada pode impedir o Grande Eclipse, embora a oferta de Atena oferecer a sua vida é tentadora. Enquanto Atena chora, Hades pega o tridente da Pandora e entrega para Shaka de Virgem. Ele pede para o Cavaleiro de Ouro matar a sua Deusa. Shaka, obviamente, recusa e diz que o Deus que ele irá matar é Hades. Logo em seguida ele atira o tridente da Pandora em Hades, mas Atena intercepta no meio do caminho. Hades toma o tridente em suas mãos novamente e ameaça atingir Saori. Saori intercepta novamente, segurando a ponta do tridente com aos mãos, que acabam machucadas. Sangrando, Saori inclina o tridente de forma que o sangue escorra e encoste em Hades, sem ele perceber.

Finalmente Shun, com a ajuda de Atena, consegue expulsar o espírito de Hades!
Finalmente Shun, com a ajuda de Atena, consegue expulsar o espírito de Hades!

A tática funciona e o Deus malgino fica atordoado ao encostar no sangue da Atena. Saori começa a pedir para Shun ser mais forte e expulsar Hades do seu corpo. Shaka vê tudo de longe, espantado mas feliz com o plano de Atena. Hades finalmente sai do corpo de Shun e um espírito maligno sobrevoa a Giudecca. O espírito começa a falar que não sabe porque o corpo de Shun rejeitou o seu espírito. Atena responde dizendo que Hades errou ao escolher um corpo de uma pessoa que havia nascido para ser um Cavaleiro de Atena. A Deusa ainda diz que agora Hades não poderá mais reviver pois não tem mais um corpo para se apoderar na superfície e pede novamente para que o Deus maligno pare o Grande Eclipse, já que ele perdeu esta Guerra. Hades diz que não vai parar e garante que pelo menos uma parte da Terra ficará na escuridão total. O espírito, então, ataca Atena e leva-a consigo através do Muro das Lamentações. O ataque pôde ser sentido pela Pandora de fora da Giudecca. Hyoga de Cisne e Shiryu de Dragão continuam passando pelas prisões, vencendo mais alguns espectros. Eles sentem que o cosmo de Atena sumiu. Kanon de Gêmeos também sente. Dohko de Libra, que está em algum lugar do Inferno, tem a mesma sensação. Seiya de Pégaso pressente o perigo e percebe que o cosmo de Atena sumiu. Desanimado, ele cai mais uma vez no chão gelado e Cocito, largando a Armadura de Atena.


Seiya de Pégaso sente a Armadura de Atena brilhar, sinal que a deusa está viva!
Seiya de Pégaso sente a Armadura de Atena brilhar, sinal que a deusa está viva!

Episódio 10 (137): "O Muro das Lamentações!"

"Zetsubo! Nageki no kabe"

Data original da estreia: 19 de Janeiro de 2007; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

Seiya de Pégaso acorda. As imagens da sua irmã Seika e da sua mestra Marin, incentivando-o a continuar lutando por Atena, vêem em sua mente. O Cavaleiro de Pégaso percebe que a Armadura de Atena está brilhando, como se tivesse cosmo próprio. Ele conclui que se a Armadura de Atena está viva, Atena também está viva em algum lugar do Inferno. Seiya vai engatinhando até a Armadura de Atena, pegando-a em seguida. Era o incentivo que faltava para ele continuar lutando! Pandora, que continua do lado de fora da Giudecca, observa a chegada do Cavaleiro de Pégaso. Ele não entende como Seiya conseguiu sair vivo do gelo de Cocito e pressente que algo de errado está acontecendo dentro da Giudecca. Seiya entra no local e encontra Shun vivo. Shun, recobrando a consciência, diz que Atena e Hades foram para a parte interna da Giudecca. No Santuário, Jabu de Unicórnio conversa com os outros cavaleiros de bronze. No orfanato Filho das Estrelas, Minu explica para as crianças que aquilo que está acontecendo no céu é um eclipse. De volta a Giudecca, Seiya e Shun sobem uma imensa escadaria e no final encontram o Muro das Lamentações! Lá, eles encontram Shaka de Virgem. O Cavaleiro de Ouro diz que Hades levou Atena consigo para o outro lado do Muro mas que ele tentou de todas as formas destruí-lo e não conseguiu. Todos os golpes que ele aplicava em direção ao Muro voltavam contra si, ferindo-o em seguida. Seiya fica desesperado e sabe que precisa entregar a Armadura de Atena a todo custo. Shun tenta acalmá-lo.

Os Cavaleiros de Ouro Aiolia de Leão, Milo de Escorpião e Mu de Áries ressuscitam!
Os Cavaleiros de Ouro Aiolia de Leão, Milo de Escorpião e Mu de Áries ressuscitam!

A Armadura de Atena começa a brilhar novamente e a imagem de Saori surge perante os Cavaleiros. Alguns espectros chegam no gelo de Cocito, com o intuito de checar o que aconteceu com o Valentine de Harpia. Eles vêem o espectro morto e se perguntam quem teria feito isso. Eles chegam a conclusão que foi o Pégaso que matou Valentine, já que os Cavaleiros de Ouro continuam mortos e presos no gelo, assim como Ikki. De repente, Atena envia o seu cosmo até o gelo de Cocito e ressuscita os Cavaleiros de Ouro Aiolia de Leão, Milo de Escorpião e Mu de Áries. Os espectros observam espantados o ressurgimento dos Cavaleiros de Ouro. Milo, com sua Agulha Escarlate, Aiolia, com seu Relâmpago de Plasma, e Mu, com a sua Revolução Estelar, matam todos os espectros de uma só vez. Antes de partirem para a Giudecca, eles falam que precisam salvar Fênix primeiro. Ao olharem para onde Ikki estava enterrado, eles não encontram o Cavaleiro de Fênix. Mu ri e diz que isto é típico de Ikki. Seiya resolve atacar o Muro das Lamentações mas Shaka intercede, dizendo que é impossível Seiya destruir o Muro sozinho. Ele lembra que é preciso a luz do Sol para destruir o Muro mas no local onde eles se encontram, no lado mais obscuro e profundo do Inferno, a chegada da luz do Sol é impossível.

As Doze Armaduras de Ouro produzem a luz solar quando estão juntas!
As Doze Armaduras de Ouro produzem a luz solar quando estão juntas!

Shaka resolve queimar o seu cosmo ao máximo e jogá-lo contra o Muro, arriscando a sua vida. Shun e Seiya assistem espantados o poder do cosmo de Shaka. Quando Shaka estava prestes a morrer, atirando o seu cosmo contra o Muro, Dohko de Libra chega e interrompe o amigo, salvando-a da morte. Seiya e Shun ficam felizes de ver o velho Mestre de volta. Aiolia, Milo e Mu também chegam na Giudecca. Mu devolve o rosário para Shaka. Dohko começa a explicar que as constelações dos doze Cavaleiros de Ouro estão em uma região formando uma elipse ao redor do Sol, portanto as Armaduras de Ouro possuem, cada uma, um pouco da essência do Sol. Desta forma, os Cavaleiros de Ouro são capazes de gerar a luz do Sol até nas profundezas do Inferno. Ele distribui as armas de Libra entre os Cavaleiros de Ouro presentes no local: Aiolia fica com o tridente, Mu com a espada, Shaka com o Tonfá, Milo com a Barra Dupla e Dohko fica com o Escudo. Esta é a primeira vez que os Cavaleiros de Ouro da era atual utilizarão as Armas da Armadura de Libra.


Os Cavaleiros de Ouro empunham as armas da Armadura de Libra para derrubar o Muro!
Os Cavaleiros de Ouro empunham as armas da Armadura de Libra para derrubar o Muro!

Episódio 11 (138): "Reunam-se! Cavaleiros de Ouro!"

"Shuketsu! Gorudo kurosu"

Data original da estreia: 16 de Fevereiro de 2007; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

O episódio começa com uma recapitulação de cerca de 5 minutos do capítulo anterior. Toda a parte da chegada de Dohko de Libra, Aiolia de Leão, Milo de Escorpião e Mu de Áries à Giudecca é mostrado novamente. Mu devolve o rosário para Shaka. Dohko começa a explicar que as constelações dos doze Cavaleiros de Ouro estão em uma região formando uma elipse ao redor do Sol, portanto as Armaduras de Ouro possuem, cada uma, um pouco da essência do Sol. Desta forma, os Cavaleiros de Ouro são capazes de gerar a luz do Sol até nas profundezas do Inferno. Ele distribui as armas de Libra entre os Cavaleiros de Ouro presentes no local: Aiolia fica com o tridente, Mu com a espada, Shaka com o Tonfá, Milo com a Barra Dupla e Dohko fica com o Escudo. Esta é a primeira vez que os Cavaleiros de Ouro da era atual utilizarão as Armas da Armadura de Libra.

As Armaduras de Ouro saem do Santuário e voam rumo ao Inferno!
As Armaduras de Ouro saem do Santuário e voam rumo ao Inferno!

Os Cavaleiros de Ouro, empunhando as armas da armadura de Libra, tentam destruir o Muro das Lamentações. Um enorme clarão é formado quando as armas chocam-se com o Muro porém elas voltam violentamente e atingem os Cavaleiro de Ouro, que caem feridos no chão. No Santuário, Marin encontra-se com Shina e com os cavaleiros de bronze menores. Shina reclama que eles não devem ficar parados reclamando enquanto Seiya e os outros estão lutando no Inferno. Ela pede para eles ficarem de prontidão já que o Santuário pode ser atacado novamente. Marin explica que este eclipse não é normal e está sendo causado por Hades. Kiki também chega ao local, avisando que existe caos pelo mundo todo. Marin tem certeza que tudo isso é obra do Grande Eclipse. De volta ao Muro das Lamentações, Seiya pega a espada de Libra e resolve se atirar para destruir o Muro (ele relembra quando fez isso no Pilar Principal na Saga de Poseidon). Ele é impedido pela chegada da armadura de ouro de Sagitário. No Santuário, Shina e os outros observam as armaduras de ouro saindo das casas zodiacais e logo em seguida partindo para o mundo dos mortos! Hyoga e Shiryu continuam correndo para chegar na Giudecca e observam a chegada das armaduras. O mesmo acontece com Pandora. Seiya, Shun e os Cavaleiros de Ouro observam perplexos a chegada das outras armaduras de ouro (Sagitário, Aquário, Capricórnio, Touro, Câncer e Peixes).

Kanon de Gêmeos e Radamanthys de Wyvern lutam até a morte!
Kanon de Gêmeos e Radamanthys de Wyvern lutam até a morte!

Como todas as armaduras de ouro estão no Inferno (incluindo a de Gêmeos, que está com Kanon), elas começam a ressoar, como se uma estivesse chamando a outra. Kanon sente a sua armadura ressoar também. Radamanthys de Wyvern surge perante Kanon. Kanon retira a armadura de Gêmeos e manda-a para junto das outras. Ele diz que não precisa dela para vencer Radamanthys e que seu irmão Saga necessita mais dela do que ele neste momento. Radamanthys e Kanon começam a lutar. Kanon é atingido pela Destruição Máxima de Radamanthys e cae no chão. Ele tenta contra-atacar com o Satã Imperial mas é detido facilmente pelo espectro. Kanon resiste a vários ataques de Radamanthys e o agarra pelas costas. O cavaleiro de ouro queima o seu cosmo e voa para o céu, carregando o espectro. Lá no alto, ele mata Radamanthys com a sua Explosão Galáctica e se despede de Atena e do seu irmão Saga. Shiryu e Hyoga sentem a morte do amigo. Em seguida, eles chegam na Giudecca e encontram Seiya e os demais Cavaleiros. Todos os Cavaleiros que estão no local observam a chegada das Armaduras de Ouro vindas do Santuário e por fim a Armadura de Gêmeos enviada por Kanon. Dohko diz os Cavaleiros de Ouro se prepararem pois é chegado o momento deles darem suas vidas para destruir o Muro.


Os Cavaleiros Aiolos de Sagitário e Aiolia de Leão têm um reeencontro emocionante!
Os Cavaleiros Aiolos de Sagitário e Aiolia de Leão têm um reeencontro emocionante!

Episódio 12 (139): "Adeus, Cavaleiros de Ouro!"

"Saraba! Ôgon no seinto"

Data original da estreia: 16 de Fevereiro de 2007; no Brasil: 14 de Novembro de 2007

Dohko de Libra conversa com os cavaleiros de bronze. Eles observam a chegada das armaduras de ouro dos cavaleiros que já estavam mortos. Aiolos de Sagitário, Saga de Gêmeos, Camus de Aquário, Shura de Capricórnio, Aldebaran de Touro, Afrodite de Peixes e Máscara da Morte de Câncer renascem. Os Cavaleiros de Bronze não acreditam no que estão vendo. Aiolos cumprimenta Aiolia e os dois têm uma conversa emocionante. O mesmo acontece entre Camus de Aquário e Hyoga, Shura de Capricórnio e Shiryu e Aldebaran de Touro e Seiya de Pégaso. Mu de Áries fica feliz ao ver Afrodite e Máscara da Morte do lado de Atena. Dokho pergunta para Aiolos como isso pode ter acontecido e o Cavaleiro de Ouro de Sagitário responde dizendo que seus espíritos ressuscitaram e vieram lutar por Atena novamente. Saga diz para Dohko que eles devem destruir o Muro e chegar aos Campos Elíseos.

Aiolos, com a ajuda do cosmo dos outros cavaleiros, atirará uma flecha no Muro!
Aiolos, com a ajuda do cosmo dos outros cavaleiros, atirará uma flecha no Muro!

Os Cavaleiros de Ouro, liderados por Aiolos, partem para o sacrifício no objetivo de destruir o Muro das Lamentações. Aiolos coloca uma flecha dourada no seu arco e aponta para o Muro das Lamentações. Aiolia convoca os outros Cavaleiros de Ouro a se posicionarem. Seiya chama por Aiolia que se despede do Cavaleiro de Pégaso e pede para ele não interferir. Dohko tem uma última conversa com os cavaleiros de bronze. Ele pede para que os Cavaleiros de Bronze saiam da Giudecca, já que eles, os Cavaleiros de Ouro, concentrarão seus cosmos na Flecha Dourada que Aiolos lançará no Muro das Lamentações. Ele diz que esta será a primeira e última vez que os Cavaleiros de Ouro da era atual irão queimar os seus cosmos juntos, para conseguir um único objetivo. Este é o único modo deles gerarem a luz do Sol no Inferno. Ele avisa que depois que Aiolos atirar a flecha, todos os Cavaleiros de Ouro morrerão, devido o efeito devastador gerado pela explosão. Seiya tenta dizer algo mas Dohko não quer saber de conversa e relembra que a missão dada a eles foi a de entregar a Armadura de Atena para Saori. Dokho dá a última ordem: após a destruição do Muro, eles deverão cruzar em diração aos Campos Elíseos para poder deter a luta que se iniciou entre os deuses. Ele pede para que eles não se esqueçam que suas armaduras estão banhadas com o sangue da deusa Atena. Sendo assim, eles têm totais condições de colocar um ponto final da Guerra Santa contra Hades. Dohko diz que na Guerra Santa anterior, ele descobriu que Hades está protegendo o seu verdadeiro corpo nos Campos Elíseos. Filho de Cronos e Réia, ele tem um certo zelo por seu corpo. Por isso, desde a era mitológica, ele tenta preservar o seu corpo até o dia em que ele conseguir conquistar o mundo. Os Cavaleiros de Bronze, emocionados, entendem a situação e vão embora, deixando apenas os Cavaleiros de Ouro no local. Fora da Giudecca, eles relembram momentos marcantes que tiveram com os Cavaleiros de Ouro.

Os Cavaleiros de Bronze são a única esperança da humanidade agora!
Os Cavaleiros de Bronze são a única esperança da humanidade agora!

O espectro Minos de Griffon chega. Utilizando o seu golpe Marionete Cósmica, ele coloca no chão os quatro cavaleiros de bronze. Os Cavaleiros de Ouro dizem as últimas palavras, aumentam seus cosmos e concentram na flecha dourada de Sagitário. Aiolos atira e um enorme buraco é formado no Muro! O impacto destrói a Giudecca e joga Minos para longe. O caminho está livre para os Cavaleiros de Bronze, que partem para atravessar o Muro. Eles observam as armaduras de Ouro e se despedem pela última vez dos Cavaleiros de Ouro. Este é o adeus aos cavaleiros mais fortes da era atual. No Santuário, os cavaleiros de bronze menores, bem como Shina e Marin, observam o eclipse, assim como Minu e as crianças do orfanato. Atena está presa em um imenso vaso nos Campos Elíseos. Ikki aparece e parte em direção ao Muro. Pandora vê tudo escondida e chora ao relembrar da sua infância. Seiya se joga para dentro do buraco feito no Muro das Lamentações.



voltar para o topo da página

última atualização realizada em: 23/01/2017