Saint Seiya, o Santo Guerreiro

Filmes
Saint Seiya, o Santo Guerreiro!

Saint Seiya, o Santo Guerreiro

"Saint Seiya Gekijouban" e "Saint Seiya: Jashin Eris"

Lançamento no Japão: 18 de Julho de 1987; no Brasil: 19 de Junho de 1995
Duração: 45 minutos

Introdução

No dia 18 de Julho de 1987, com o sucesso da série Cavaleiros do Zodíaco (Saint Seiya) no Japão, a Toei Animation lançou, durante uma edição do Toei Manga Matsuri (um festival da Toei que acontecia de forma períodica no Japão), o primeiro média-metragem estrelado pelos defensores de Atena. O especial foi batizado com o nome de Saint Seiya Gekijouban (adaptado no Brasil inicialmente, na década de 90, para Os Cavaleiros do Zodíaco - Saint Seiya) e depois, em 2004, rebatizado para Saint Seiya: Jashin Eris (adaptado no Brasil, em 2005, para Saint Seiya, o Santo Guerreiro). Detalhe importante: este especial não se encaixa cronologicamente com a série de TV (anime) e nem com o mangá. No dia 11 de Dezembro de 1987, o filme foi lançado em VHS. Já no dia 25 de Novembro de 1991, o filme foi lançado no formato LD (Laser Disc). A versão em DVD foi lançada no dia 6 de Agosto de 2004, em uma box especial juntamente com os outros três filmes clássicos. Alguns anos depois, em uma box comemorativa com todos os filmes da série, ele foi relançado em Blu-Ray (em FullHD), no dia 21 de Novembro de 2011. Uma outra edição em Blu-Ray foi lançada no dia 9 de Maio de 2014, desta vez em edição conjunta com o filme do Durval.

No Brasil, o filme foi lançado inicialmente na década de 90 (19 de Junho de 1995) pela AB Films, com o selo Premier Films para venda direta ao consumidor e FlashStar Home Video para as locadoras, com dublagem da Gota Mágica, diretamente em VHS, e no mesmo dia do filme A Grande Batalha dos Deuses (na época apenas A Batalha dos Deuses). O sucesso foi gigantesco, sendo que a FlashStar vendeu mais de 300 mil fitas de cada filme. O filme foi exibido na tv apenas no dia 10 de Dezembro de 1995 (um domingo, as 17h30), pela Manchete. Depois, já em 2007, no dia 19 de Setembro, a PlayArte relançou em DVD, desta vez com nova dublagem pela DuBrasil. O DVD foi relançado em uma box no dia 7 de Junho de 2016.


No Orfanato

A história começa em um dia ensolarado no Orfanato Filhos da Estrela. Akira, um dos garotos do orfanato, brinca com seu aviãozinho, mas Makoto o toma da sua mão. O garoto sai correndo chorando para o colo de Eiri, a ajudante de Minu no orfanato. Eiri recrimina Makoto, mas o garoto diz que só pegou o avião emprestado e joga ele em direção ao céu. O avião acaba indo na direção da avenida, que está muito movimentada de veículos. Akira sai correndo atrás do seu avião e Eiri tenta detê-lo. Os dois ficam parados no meio da rua e um carro surge para atropelá-los, mas Hyoga aparece a tempo e salva os dois.

Eiri é a ajudante de Minu no Orfanato Filhos da Estrela!
Eiri é a ajudante de Minu no Orfanato Filhos da Estrela!

Infelizmente uma das melancias que Hyoga trazia para o lanche da garotada acabou despedaçada no carro em que ele parou com uma das mãos apenas. Logo após o incidente, Seiya e os outros juntam a garotada e batem um papo com eles. Os garotos, curiosos e admirados, perguntam como Hyoga conseguiu parar o carro com uma das mãos só. Seiya explica que para os Cavaleiros isso é fácil, já que basta eles queimarem um pouco do cosmo dentro deles. As crianças ficam ainda mais curiosas e começam a fazer perguntas mais complicadas, o que vai deixando Seiya em situação complicada. Hyoga e Eiri ficam sem graça ao cruzarem olhares. A criançada então pede para Seiya ensiná-los a ter o próprio cosmo e saem correndo atrás do Cavaleiro de Pégaso. De noite, Hyoga e Eiri conversam no cais do porto e admiram a noite estrelada. De repente, uma estrela cadente cai do céu. Hyoga diz que na Sibéria, estrelas cadentes são sinais de mau agouro, mas no Japão as pessoas costumam fazer um pedido. Ele pergunta se Eiri fez algum pedido, mas a garota parece hipnotizada com a passagem da estrela cadente. Começa a esfriar e Hyoga pergunta se Eiri não quer voltar para o Orfanato. A garota diz que não, alegando que gostaria de ficar mais um pouco. Hyoga se despede e vai embora!

Éris prende Atena para sugar a sua energia vital e ressuscitar por completo!
Éris prende Atena para sugar a sua energia vital e ressuscitar por completo!

Eiri entra no bosque e vai em direção a uma fonte luminosa. Ela encontra uma maça dourada. No dia seguinte, em meio ao bosque, Saori aparece cavalgando em seu cavalo preferido e de repente encontra Eiri. Ela reconhece que aquela não é mais a Eiri. A deusa maligna, então, quebra a perna do cavalo e derruba Saori no chão. No orfanato, os Cavaleiros de Bronze dão por falta de Saori e Minu surge dizendo que a Eiri também sumiu. O santuário de Éris começa a se erguer e ela ressuscita vários cavaleiros antigos, para serem os seus Cavaleiros Fantasmas. Saori acorda dentro do Santuário



O Novo Desafio

Éris manda um desafio por escrito para os Cavaleiros de Atena!
Éris manda um desafio por escrito para os Cavaleiros de Atena!

Éris se apresenta e diz que o cometa Leparus trouxe a maça de ouro e serviu de guia para ela ressurgir no corpo da garota Eiri, que nasceu sob o mesmo mapa astral que o dela. Saori fica indignada e diz que os seus Cavaleiros aparecerão para salvá-la! Éris lança um desafio por escrito para Seiya, Shiryu, Hyoga e Shun: eles devem ir até o Santuário de Éris e buscar Atena. Para se defender, Éris ressuscitou os seguintes Cavaleiros: Maiya de Sagita, Kraisto de Cruzeiro do Sul, Yan de Escudo, Orfeu de Harpa e Jaga de Orion. Os Cavaleiros de Bronze chegam ao local indicado com Éris e se separam, para facilitar a busca por Saori.


Maiya versus Seiya

Maiya de Sagita é o primeiro a enfrentar os Cavaleiros de Bronze!
Maiya de Sagita é o primeiro a enfrentar os Cavaleiros de Bronze!

No pé da montanha, Seiya de Pégaso encontra o Cavaleiro Fantasma Maiya de Sagita, o caçador da morte. Logo que se encontram os dois trocam socos, mas eles não conseguem se acertar em nenhum momento. Seiya então dispara o seu golpe Meteoro de Pégaso que não surti efeito em Maiya, que em seguida contra-ataca com as Flechas Envenenadas. O golpe de Maiya parecia apenas uma ilusão de uma chuva de flechas, mas na verdade não era, já que uma flecha verdadeira quase acerta Seiya. Seiya fica irritado e parte para cima com tudo, disparando mais uma vez os Meteoros de Pégaso. Desta vez o golpe atinge em cheio o Cavaleiro Fantasma, que cai morto no chão. Seiya não percebeu, mas uma das flechas de Maiya o atingiu!


Kraisto versus Hyoga

Kraisto de Cruzeiro do Sul enfrentou Hyoga de Cisne, mas foi morto por Éris!
Kraisto de Cruzeiro do Sul enfrentou Hyoga de Cisne, mas foi morto por Éris!

O Cavaleiro de Cisne encontra uma entrada por baixo do Santuário de Éris. Ao entrar pela passagem, ele encontra mais um dos Cavaleiros Fantasmas: Kraisto do Cruzeiro do Sul. Hyoga fica perplexo ao ver que Kraisto o reconhece como o Cavaleiro de Cisne, embora Hyoga também reconhece o lendário cavaleiro conhecido como Kraisto. A luta começa e Hyoga dispara o seu Pó de Diamante, enquanto Kraisto dispara o Trovão do Cruzeiro do Sul. O golpe do Cavaleiro Fantasma é poderoso e destrói o peitoral da armadura de Cisne. Entretanto, Hyoga consegue congelar o seu inimigo. Éris surge no local e diz que viu a imagem dele no coração de Eiri. A deusa ficou curiosa e teve que vir pessoalmente vê-lo. Kraisto, que neste momento já se livrou do gelo, pega Hyoga pelas costas e começa a sufocá-lo. Éris dispara a sua lança, que acaba varando e matando Kraisto, mas não acerta em cheio Hyoga, que cai apenas desmaiado.


Yan versus Shiryu

Yan de Escudo desafia o Cavaleiro de Bronze Shiryu de Dragão!
Yan de Escudo desafia o Cavaleiro de Bronze Shiryu de Dragão!

Seiya se refresca com a água de um lago, mas a sua vista começa a ficar turva, efeito do golpe de Maiya. Shiryu encontra o Cavaleiro Fantasma Yan de Escudo. Yan diz que Shiryu deve provar a força do seu escudo antes de morrer e aplica o golpe Escudo Mortal, ferindo gravemente o Dragão. Shiryu entende que se continuar assim perderá a luta. Ele se levanta, retira a sua armadura e queima o cosmo até o último sentido. Com um certeiro Cólera do Dragão, ele acaba com Yan de Escudo, que antes de morrer reconhece a força do Cavaleiro de Dragão. Shiryu cai desmaiado.



Orfeu versus Shun e Ikki

Orfeu conseguiu levar vantagem sobre Shun, mas não foi páreo para o Ikki de Fênix!
Orfeu conseguiu levar vantagem sobre Shun, mas não foi páreo para o Ikki de Fênix!

Shun chega às ruínas no Santuário de Éris e encontra o Cavaleiro Fantasma Orfeu de Harpa, o lendário cavaleiro menestrel. Orfeu toca uma marcha fúnebre para Andrômeda e em seguida ataca com seu golpe Réquiem de Cordas. As cordas do instrumento de Orfeu começam a enforcar Shun, mas Ikki de Fênix, o seu irmão, surge para deter o Cavaleiro Fantasma. O Cavaleiro de Fênix não quer muito papo de já parte para cima de Orfeu, disparando o seu Golpe Fantasma de Fênix. O golpe cria uma ilusão na cabeça de Orfeu, mas ele consegue se livrar, dizendo que ele não teme o Inferno, pois já esteve lá. O Cavaleiro Fantasma contra-ataca com o Réquiem de Cordas, mas Ikki consegue se livrar facilmente e dispara o Ave Fênix, que liquida de uma vez por todas com Orfeu.


O encontro com Éris

Seiya enfrenta Jaga de Orion, mas a princípio não consegue atingí-lo com seus golpes!
Seiya enfrenta Jaga de Orion, mas a princípio não consegue atingí-lo com seus golpes!

Seiya chega ao local onde Saori está presa. Éris, neste momento, se materializa em seu próprio corpo e dispensa o corpo da meiga Eiri, que cai desacordada. O Cavaleiro de Pégaso continua sofrendo com o ferimento feito por Maiya. Surge Jaga de Orion, o último e mais forte Cavaleiro Fantasma de Éris. Seiya reconhece Jaga como um dos mais fortes cavaleiros da história e não entende como alguém como ele se rebaixou a Éris, a deusa da discórdia. Os dois começam, então, a travar uma grande luta. Seiya dispara os seus Meteoros de Pégaso, que são imediatamente detidos por Jaga. Seiya leva desvantagem, pois sofre bastante com os efeitos do golpe de Maiya. Surge Ikki, que compra a briga no lugar de Seiya. O Cavaleiro de Fênix parte com tudo para cima de Jaga, mas é detido por apenas uma das mãos do Cavaleiro Fantasma, sendo arremessado logo em seguida contra um pilar. Os dois começam a travar uma luta corpo a corpo. Ikki consegue atingir um soco no peito de Jaga, enquanto Jaga atinge a cabeça de Ikki. Os dois se separaram e Ikki aproveita para atacar com a Ave Fênix. O golpe aparentemente atinge mortalmente Jaga, porém o Cavaleiro Fantasma contra-ataca com o Choque Megatômico de Meteoros, que atinge em cheio Ikki. Éris debocha de Saori, mas a deusa Atena acredita em seus Cavaleiros! Seiya se levanta e parte para cima de Jaga. O Cavaleiro de Pégaso, entretanto, começa a levar a maior surra de Jaga e é atingido violentamente pelo Choque Megatômico de Meteoros. Seiya é arremessado para longe e cai da colina. Ikki e os outros Cavaleiros de Bronze se levantam e mandam força para Seiya, que queima o seu cosmo até o sétimo sentido. De repente, a Armadura de Ouro de Sagitário surge para ajudar Seiya. O Cavaleiro de Pégaso parece ter as energias totalmente renovadas de posse da Armadura de Ouro. Tremores são sentidos na Terra e Éris diz que são os antigos cavaleiros mortos e destituídos por Atena que estão se revirando nos seus túmulos, querendo ressuscitar já que Atena está morrendo. Seiya retoma a sua luta contra Jaga e consegue deter o Choque Megatômico de Meteoros.

A flecha dourada de Sagitário acerta a maça, mas não acerta a deusa Atena!
A flecha dourada de Sagitário acerta a maça, mas não acerta a deusa Atena!

Em seguida, o Cavaleiro de Pégaso consegue finalmente vencer Seiya com os seus Meteoros de Pégaso. Instantaneamente que vence Jaga, Seiya mira uma flecha da justiça em Éris. A deusa maligna diz que se ele fizer isso, provavelmente matará Atena junto. Saori diz que confia em Seiya e pede para ele atirar. Seiya atira e a flecha acerta em cheio a cabeça de Éris e a maça dourada, mas nada faz a Atena. É o fim do reino da discórdia de Éris, que é enviada para o mundo dos mortos. O Santuário de Éris vem abaixo. Seiya e Ikki conseguem fugir do soterramento, mas os outros, incluindo Saori, não. Será que Atena e os outros Cavaleiros de Bronze morreram? Claro que não, Saori protegeu todos com a sua cosmo energia. Saori, Shun, Shiryu e Hyoga carregando Eiri em seu colo surgem diante dos escombros. Os Santos Guerreiros de Atena livraram mais uma vez a Terra e toda a humanidade da sombra do mal que nos ameaçava.


voltar para o topo da página

última atualização realizada em: 18/07/2017