Introdução aos CDZ -> Dublagem no Brasil

Informações

Introdução

Conheça toda a história das dublagens dos animes e dos filmes dos Cavaleiros do Zodíaco em suas diferentes épocas. Um seção imperdível e cheia de informações exclusivas!

Gota Mágica

Gota Mágica

Nostálgico estúdio paulista responsável pela primeira dublagem do anime entre 1994 e 1995. Apesar de ter muitos erros, é considerada por muitos fãs a melhor dublagem dos Cavaleiros do Zodíaco. A dublagem foi encomendada pela distribuidora Samtoy (empresa espanhola), representada pelo seu presidente chamado Manolo, que fazia questão que a dublagem ficasse a cargo do Mário Lúcio de Freitas, dono da Gota Mágica, por causa da uma indicação que ele tinha recebido. Na ocasião, Mário Lúcio estava saindo da sociedade de um outro estúdio, o Marshmallow, e começando o projeto da Gota Mágica. Em entrevista, Mário Lúcio disse que não queria pegar o trabalho, pois estava envolvido ainda na montagem do novo estúdio. Sendo assim, ele fez um orçamento com um preço muito acima do mercado, afim de obrigar o cliente rejeitar, porém a Samtoy topou realizar o trabalho mesmo assim (novamente por insistência do Manolo, confiando plenamente na indicação que tinha recebido). Sabe-se que o estúdio carioca Herbert Richers recebeu o contato da Samtoy também na época, muito provavelmente apenas para fazer um orçamento.

Vinheta "Versão Brasileira, Gota Mágica, São Paulo!" na voz do Jonas Mello:

O contrato foi fechado para apenas 52 episódios (que eram os episódios que estavam na permuta entre a Samtoy e a Rede Manchete, por isso no começo a emissora sempre parava na Casa de Leão e iniciava reprises). Como a Gota Mágica ainda não estava pronta, as gravações aconteceram na própria Marshmallow, embora a dublagem seja creditada a Gota Mágica. No início, apenas dois episódios foram dublados e o Mário Lúcio ficou aguardando o pagamento para dar continuidade aos 50 episódios restantes. Pelo fato da Samtoy ser espanhola, houve problema na regularização do envio do dinheiro da Europa para o Brasil e o pagamento não foi efetuado. Cogitou-se a possibilidade do estúdio não continuar dublando, mas dias depois toda a burocracia foi resolvida e a Samtoy acabou efetuando o pagamento de todos os episódios de uma vez só, a vista. Tal fato ajudou a Gota Mágica a se estruturar rapidamente como estúdio, embora a dublagem completa destes primeiros episódios tenha sido nas instalações da Marshmallow mesmo.

Com o sucesso na Rede Manchete, em 1995 a emissora comprou os 62 episódios restantes e contratou o estúdio para dar continuidade ao trabalho. Desta vez as gravações aconteceram na própria Gota Mágica, que já estava bem estruturada. Inclusive podemos perceber que a qualidade do som dos episódios nesta fase era bem melhor. Em acordo com a Sony Music, a Gota Mágica fez alterações na trilha sonora da Saga de Asgard, adicionando faixas de músicas da trilha sonora brasileira.


A direção da dublagem ficou a cargo do Gilberto Baroli (dublador do Saga de Gêmeos), a tradução dos episódios, que vieram em espanhol, foi realizada por Susana Colonna e o trabalho de edição e mixagem foi feito por Sérgio Jovine.

Observação 1: a mudança do nome do personagem Jabu de Unicórnio para Jabu de Capricórnio foi uma imposição da Samtoy. Como ela não sabia se a série iria fazer sucesso na Rede Manchete, e como o Shura de Caprícórnio não aparecia nestes primeiros 52 episódios, ela encontrou essa saída como justificativa para vender o boneco do Capricórnio. Beira o absurdo esta história, mas infelizmente é verdadeira.

Observação 2: creditam-se os erros da dublagem ao fato do material ter vindo errado já da Espanha. Hoje em dia, algumas pessoas que estavam envolvidas na dublagem já assumem que o fato de não ter gente que conhecia a história envolvida na dublagem atrapalhou bastante também.

Os quatro filmes antigos também foram dublados nesta época pela Gota Mágica, porém sob contrato da AB Films. Novamente a pedido da Sony Music, a trilha sonora do filme do Abel recebeu modificações. Em relação a dublagem do filme do Abel, jornalista Marcelo Del Greco, responsável pelas matérias da revista Herói na época, e que teve a oportunidade de acompanhar um pouco das dublagens dentro do estúdio, nos contou duas curiosidades: inicialmente o dublador do deus Abel seria o Nelson Machado (dublador do Quico, de Chaves, e do Caronte de Aqueronte, em Cavaleiros do Zodíaco), mas por algum motivo ele não pode dublar e chamaram o lendário Dráuzio de Oliveira. A outra curiosidade é sobre a adição de uma fala do Shiryu naquela hora em que o Seiya, o Shiryu e o Hyoga começam a lutar contra o Abel, com as Armaduras de Ouro. Shiryu empurra o Seiya para ele não levar aquela bola gigante de energia, mas como ninguém conseguia ver isso, Marcelo sugeriu colocar uma fala ali, o famoso: "Cuidado Seiya!". Já a famosa frase "Shiryu, amigo!", dita por Shun quando o Dragão o ajuda em determinado momento do filme, foi totalmente por acaso.


Álamo

Álamo

Com o retorno da série ao Brasil, a Álamo, um dos melhores estúdios de dublagem em São Paulo na época, foi a escolhida para redublar todo o material. Em um primeiro momento cogitou-se utilizar a dublagem antiga, mas questões burocráticas de licenciamento impediram. A antiga dublagem pertencia a Samtoy, sob licença da Toei Animation, porém a empresa espanhola não existia mais, consequentemente não havia como resgatar o material original. Existia a possibilidade de pegar o áudio diretamente de fitas VHS gravadas por fãs e licenciar novamente este material com a Toei Animation, pagando inclusive novamente todos os dubladores, porém novamente alguns fatores impediram: 1) qualidade do áudio 2) renegociar com os dubladores seria complicado por causa da legislação vigente na ocasião (a questão dos direitos conexos já surgia) 3) havia o interesse de corrigir os erros de dublagem. Diante disso tudo, no começo de 2003 o contrato foi assinado e neste momento surgiram novos entraves: alguns dubladores tinham problemas pessoais com o estúdio. Dois casos que vieram a público foram dos dubladores Élcio Sodré (Shiryu de Dragão) e Marcelo Campos (Mu de Áries e Jabu de Unicórnio). Depois de muitos pedidos dos fãs os dois resolveram dublar seus personagens na Álamo.

Vinheta "Versão Brasileira, Álamo!" na voz do Jonas Mello:

As dublagens começaram no dia 19 de Maio de 2003. Os diretores foram Wendel Bezerra (dublador do Fenrir e do Bian) e Wellington Lima (dublador do Ban de Leão Menor). A direção artística era da Maria Inês Moane. A tradução ficou a cargo de Arnaldo Oka e a adaptação por Marcelo Del Greco. Infelizmente não temos registros com os nomes dos técnicos de som.



Como estávamos constantemente indo acompanhar as dublagens, resgatamos registros raros de escalas da dublagem do dia de início até mais ou menos o fim do arco dos Cavaleiros de Prata. Confira abaixo:

  • 19 de Maio de 2003: Hermes Baroli (Seiya), Ulisses Bezerra (Shun), Marcelo Campos (Jabu), Leonardo Caldas (Geki criança), Rodrigo Andreatto (Nachi criança), Gabriel Noya (Hyoga criança), Yuri Chesman (Ikki criança), Luciana Baroli (Shunrei) e Isabel de Sá (Marin).
  • 22 de Maio de 2003: Hermes Baroli (Seiya).
  • 26 de Maio de 2003: Hermes Baroli (Seiya) e Isabel de Sá (Marin).
  • 27 de Maio de 2003: Hermes Baroli (Seiya), Ulisses Bezerra (Shun), Thiago Longo (garoto do orfanato), Carlinhos Silveira (Ichi) e Gabriel Noya (Hyoga criança).
  • 28 de Maio de 2003: Élcio Sodré (Shiryu e Dragão Negro), Jonas Mello (narrador), Renato Master (Mitsumasa Kido) e Ulisses Bezerra (Shun, Shun criança e Andrômeda Negro).
  • 29 de Maio de 2003: (estúdio 4) Marcelo Campos (Mu de Áries), Leonardo Camilo (Ikki de Fênix), Letícia Quinto (Saori), Isabel de Sá (Marin e empregada), Luciana Baroli (Shunrei), Tata Guarnieri (Policial e Fantasma 1) e Yuri Chesman (Ikki criança).
  • 30 de Maio de 2003: (estúdio 4) Sidney Lilla (Repórter 5 e Fantasma 6), Tatu (Repórter 3 e Fantasma 4), Walter Cruz (Repórter 4 e Fantasma 8) e Francisco Bretas (Hyoga e Cisne Negro).
  • 30 de Maio de 2003: (estúdio 2) Leonardo Camilo (Ikki), Élcio Sodré (Shiryu e Dragão Negro) e Jonas Mello (narrador).
  • 2 de Junho de 2003: (estúdio 4) José Soares (Tatsumi).
  • 2 de Junho de 2003: (estúdio 2) José Soares (Tatsumi), Rita de Almeida (Minu) e Ulisses Bezerra (Shun).
  • 3 de Junho de 2003: (estúdio 4) Marcos Hailer (Repórter 1 e Fantasma 3), Ricardo Sawaya (Repórter 2 e Fantasma 2).
  • 3 de Junho de 2003: (estúdio 2) Hermes Baroli (Seiya), Isabel de Sá (Marin), Wellington Lima (Soldado 3 e Guarda 1), Letícia Quinto (Saori) e Maralisi Tartarini (Shina).
  • 4 de Junho de 2003: (estúdio 4) Borges de Barros (Gigars), Isabel de Sá (Narrador), Maralisi Tartarini (Shina) e Araken Saldanha (Mestre Ancião).
  • 4 de Junho de 2003: (estúdio 2) Élcio Sodré (Shiryu), Angélica Santos (Esmeralda e Akira), Fátima Noya (Makoto e Kiki), Ulisses Bezerra (Shun e Shun criança), Gilberto Baroli (Mestre Ares e Dócrates), Geraldo Barreto (Guilty), Sérgio Corcetti (Soldado 4 e 6), Thiago Longo (Tatsuya), Fritz Gianvito (Soldado 5 e Motorista), Rosely Gonçalves (Mãe e Garota 1) e Araken Saldanha (Mestre Ancião e Cássius).
  • 5 de Junho de 2003: (estúdio 4) Fábio Tomazini (Mestre Cristal), Figueira Júnior (Soldado 8 e 20 e Pirata 2), Isabel de Sá (Marin), Zaira Jordan (Jisty), Hermes Baroli (Seiya) e Letícia Quinto (Saori).
  • 6 de Junho de 2003: (estúdio 4) Gilberto Baroli (Mestre Ares e Dócrates), Luiz Laffey (Golfinho), Fabio Cabral (Soldado2 e 11 e Capanga 11) e Ricardo Sawaya (Medusa).
  • 6 de Junho de 2003: (estúdio 2) Borges de Barros (Gigars), Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão), Affonso Amajones (Soldado 1 e 12), Cesar Marchetti (Píton), Renato Master (Mitsumasa Kido), Yuri Chesman (Ikki criança), Celso Alves (Turista 1 e Soldado 7), Dado Monteiro (Rapaz 2 e Guarda 3), Pitty (Garota 2), Priscilla Ferreira (Menina e Garota 3), Wendell Bezerra (Soldado 2 e Rapaz 1), Marcelo Campos (Mu de Áries) e Francisco Bretas (Hyoga).
  • 9 de Junho de 2003: (estúdio 4) Ulisses Bezerra (Shun).
  • 9 de Junho de 2003: (estúdio 2) José Soares (Tatsumi), Rita Almeida (Minu) e Ulisses Bezerra (Shun).
  • 10 de Junho de 2003: (estúdio 4) Élcio Sodré (Shiryu), Celso Alves (Vozerio), Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão e Vozerio), Roberto Leite (Vozerio), Marcelo Pissardini (Serpenta Marinha), Emerson Camargo (Soldado 9, Pirata 1 e Nishiyama), Fátima Noya (Kiki), Fritz Gianvito (Soldado 1, Repórter 1 e Guarda 4), Franciso Bretas (Hyoga), Cesar Marchetti (Píton), Dado Monteiro (Capanga 1, Cagueta e Apresentador do Jornal) e Mauro Eduardo (Soldado 3, Pirata 3 e Piloto 1).
  • 10 de Junho de 2003: (estúdio 2) Hermes Baroli (Seiya e Pégaso Negro), Isabel de Sá (Marin), Wellington Lima (Soldado 3 e Guarda 1), Letícia Quinto (Saori) e Maralisi (Shina).
  • 11 de Junho de 2003: (estúdio 2) Leonardo Camilo (Ikki), Wendell Bezerra (Soldado 1, Orfão 1 e Operário 2), Geraldo Barreto (Guilty), Letícia Quinto (Saori), Marcelo Campos (Misty), Rita de Almeida (Orfão e Minu), Sidney Lilla (Mouses de Baleia), Jonas Mello (Narrador), Alexandre Marconato (Asterion de Cães de Caça), Luciana Baroli (Shunrei e menina), Gabriel Noya (Hyoga criança), Paulo Cavalcante (Soldado 3, Órfão 3 e Fugitivo 1) e Fabio Tomazine (Mestre Crital).
  • 12 de Junho de 2003: (estúdio 2) Cássius Romero (Cavaleiro de Fogo), Angélica Santos (Akira), Gilberto Baroli (Mestre Ares), Walter Breda (Mestre Shion), Borges de Barros (Gigars), Maralisi Tartarini (Shina), Yuri Chesman (Órfão 5 e Ikki criança), Marcia Del Monaco (Mãe), Roberto (Vozerio), Walter Cruz (Velho e Soldado 2) e Hermes Baroli (Seiya e Pégaso Negro)..
  • 13 de Junho de 2003: (estúdio 2) Ulisses Bezerra (Shun).
  • 16 de Junho de 2003: (estúdio 4) Ulisses Bezerra (Shun).
  • 16 de Junho de 2003: (estúdio 2) Hermes Baroli (Seiya e Seiya criança), Cesar Marchetti (Píton), Renato Master (Mitsumasa Kido), Isabel de Sá (Marin), José Soares (Tatsumi), Sérgio Rufino (Repórter, Órfão 4 e Operário) e Thiago Keplmair (Jacob).
  • 17 de Junho de 2003: (estúdio 4) Hermes Baroli (Seiya).
  • 17 de Junho de 2003: (estúdio 2) Élcio Sodré (Shiryu), Fátima Noya (Makoto e Kiki) e Hermes Baroli (Seiya e Seiya criança).
  • 19 de Junho de 2003: (estúdio 4) Renato Master (Mitsumasa Kido), Ulisses Bezerra (Shun), Maralisi Tartarini (Shina), Jonas Mello (Narrador) e Cesar Marchetti (Píton).
  • 17 de Junho de 2003: (estúdio 2) Franciso Bretas (Shiryu), Carlinhos Silveira (Spartan) e Gilberto Baroli (Mestre Ares).
  • 23 de Junho de 2003: (estúdio 4) Guilherme Lopes (Babel de Centauro), Leonardo Camilo (Ikki de Fênix), Vagner Fagundes (Shô da Armadura do Céu), Walter Breda (Mestre Shion), Cássius Romero (Algol de Perseu), Letícia Quinto (Saori e Saori criança) e Isabel de Sá (Marin).
  • 23 de Junho de 2003: (estúdio 2) Hermes Baroli (Seiya e Seiya criança), Cesar Marchetti (Píton), Renato Master (Mitsumasa Kido), Isabel de Sá (Seika e Marin), Renato Master (Tatsumi), Sérgio Rufino (Repórter, Órfão 4 e Operário 1), Thiago Keplmair (Jacob).
  • 24 de Junho de 2003: (estúdio 4) Emerson Caperbat (Piloto 1, Operador 1 e Dr. Asamori), Fátima Noya (Kiki e Enfermeira), Hermes Baroli (Seiya e Seiya criança), Fábio Lucindo (Daichi da Armadura da Terra), Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão) e Wendell Bezerra (Rapaz 1, Desertor 3 e Vozerio).
  • 24 de Junho de 2003: (estúdio 2) Valter Santos (Jamian de Corvo).
  • 25 de Junho de 2003: (estúdio 4) José Soares (Tatsumi), Vagner Fagundes (Shô da Armadura do Céu), Walter Breda (Mestre Shion), Alexandre Marconato (Asterion de Cães de Caça), Sergio Corcetti (Soldado 1, Piloto 3 e Deserto 1), Ricardo Sawaya (Piloto 2, Doutor e Desertor 3), Rodrigo Andreatto (Ushô da Armadura da Mar) e Paulo Porto (Aiolos de Sagitário).
  • 25 de Junho de 2003: (estúdio 2) Letícia Quinto (Saori), Jonas Mello (Narrador) e Hélio Vaccari (Capela de Auriga).
  • 26 de Junho de 2003: (estúdio 2) Angélica Santos (Esmeralda), Fátima Noya (Kiki), Paulo Celestino (Jango), Franciso Bretas (Hyoga) e Maralisi Tartarini (Shina).
  • 27 de Junho de 2003: (estúdio 2) Élcio Sodré (Shiryu), Geraldo Barreto (Guilty), Fábio Lucindo (Daichi da Armadura da Terra), Luciana Baroli (Shunrei), Rodrigo Andreatto (Ushô da Armadura do Mar), Vagner Fagundes (Shô da Armadura do Céu), Leonardo Camilo (Ikki e Fênix Negro), Ulisses Bezerra (Shun), Fabio Cabral (Soldado 1, Cavaleiro Negro 1 e 2 e Cavaleiro das Trevas 1 e 2) e Landro Lote (Cavaleiro das Trevas 3).
  • 30 de Junho de 2003: (estúdio 4) Márcio Araujo (Milo de Escorpião), Jonas Mello (Narrador), Fábio Lucindo (Daichi da Armadura da Terra), Rodrigo Andreatto (Ushô da Armnadura do Mar), Vagner Fagundes (Shô da Armadura do Céu), Cesar Marchetti (Píton) e Diego Marques (Ohko criança).
  • 30 de Junho de 2003: (estúdio 2) Leonardo Camilo (Ikki e Fênix Negro), Affonso Amajones (Dante de Cérbero), Cesar Marchetti (Píton) e Gilberto Baroli (Mestre Ares).
  • 1 de Julho de 2003: (estúdio 4) Hermes Baroli (Seiya e Seiya criança), Leonardo Caldas (Shiryu criança), Maralisi Tartarini (Shina), Rita de Almdeira (Minu), Francisco Bretas (Hyoga) e Letícia Quinto (Saori).
  • 1 de Julho de 2003: (estúdio 2) Hermes Baroli (Seiya) e Leonardo Camilo (Ikki e Fênix Negro).
  • 2 de Julho de 2003: (estúdio 4) Gilberto Baroli (Mestre Ares), Luciana Baroli (Shunrei), Paulo Celestino (Ohko) e Araken Saldanha (Mestre Ancião).
  • 3 de Julho de 2003: (estúdio 4) Élcio Sodré (Shiryu).
  • 4 de Julho de 2003: (estúdio 4) Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão), Marcelo Pissardini (Aracne de Tarântula), Cássius Romero (Algol de Perseu), Fátima Noya (Kiki) e Leonardo Camilo (Ikki).
  • 7 de Julho de 2003: (estúdio 2) Élcio Sodré (Shiryu), Jonas Mello (Narrador), Luciana Baroli (Shunrei) e Paulo Porto (Aiolos de Sagitário)
  • 5 de Dezembro de 2003: (estúdio 2) início das dublagens da Saga de Asgard e Poseidon.

Abaixo, uma entrevista exclusiva com a diretora artística, Maria Inês Moane, realizada na época, onde ela explica como foi todo o processo de redublagem da série clássica:

Em parceria com a Álamo, fizemos uma promoção onde sorteamos e levamos alguns fãs para conhecerem e acompanharem a dublagem da série dentro dos estúdios. As visitas aconteceram no começo do mês de Julho.


A Álamo recebeu autorização da Toei Animation para produzir as versões em português das músicas de abertura (Pegasus Fantasy) e encerramento (Blue Forever) no dia 27 de Maio de 2003. Para cantá-las, a empresa contratou o cantor Edu Falaschi (na época, vocalista do Angra). Quem fez a intermediação do cantor com o estúdio foram dois fãs: Heber de Souza e Eduardo Vilarinho (criador do CavZodiaco.com.br, na época chamado de CavaleirosZodiaco.com.br). O anúncio foi feito no dia 4 de Junho de 2003, mesmo dia em que as gravações foram realizadas. No dia 5 de Julho de 2003, durante a primeira edição do evento Anime Friends, em São Paulo, a Maria Inês confirmou este fato publicamente.

No dia 5 de Junho tivemos a oportunidade de ir ao estúdio conferir como tinham ficado as músicas já mixadas e finalizadas. Com a permissão da diretora artística, fizemos a gravação delas. Dias depois, curiosamente, o estúdio resolveu descartá-las (provavelmente porque chegou a conclusão que a mixagem não tinha ficado muito boa) para depois gravá-las novamente. Desta forma, acabamos ficando com uma raridade em mãos: a primeira versão das músicas, que você confere logo abaixo. A versão final foi apresentada ao público no dia 3 de Julho de 2003, durante o Anime Friends. A letra em português foi escrita por Walter Tormin Neto, Heber de Souza e Marcelo Del Greco.

1ª versão de "Pegasus Fantasy":

1ª versão de "Blue Forever":



Para as Sagas de Asgard e Poseidon, as músicas de abertura (Soldier Dream) e encerramento (Blue Dream) foram cantadas por Che Leal. As gravações aconteceram entre Dezembro de 2003 e Janeiro de 2004 (dia exato não confirmado).


O estúdio foi responsável também pela dublagem da Fase Santuário da Saga de Hades, que teve início no dia 15 de Março de 2006 e se encerrou no dia 7 de Abril de 2006. A direção ficou a cargo do Marcelo Campos (Mu de Áries). A tradução/adaptação ficou sob o cuidado mais uma vez do Marcelo Del Greco. Foi nesta época que começaram as dublagens mistas entre São Paulo e Rio de Janeiro. A Álamo fez uma parceria com o estúdio Delart do Rio de Janeiro. Foi lá que Guilherme Briggs e Miriam Ficher gravaram suas participações como Radamanthys e Pandora respectivamente, com captação de áudio pelo operador Alex.

Guilherme Briggs inclusive mandou um áudio para nós agradecendo o apoio dos fãs, que ajudaram a convencer a Álamo a escalá-lo como dublador do Radamanthys (anos antes, Guilherme havia gravado um vídeo dublando o Radamanthys de brincadeira, porém o vídeo caiu na Internet e agradou tanto que foi praticamente impossível não chamá-lo para dublar de forma oficial).

Mensagem enviada pelo dublador Guilherme Briggs ao site CavZodiaco:

Observação: o narrador Jonas Mello deixou a dublagem da Fase Santuário da Saga de Hades no dia 27 de Março de 2006, após já ter gravado cinco episódios. Em entrevista ao site henshin.com.br um dia depois, Jonas deu a seguinte declaração: "No começo, achei interessante, mas ao longo dos episódios, não me agradou mais, não me acrescentava em nada. Simplesmente não me entusiasmei pela continuação dos Cavaleiros do Zodíaco". Nos bastidores, a informação que circulou na época era que o dublador tinha se desentendido com o estúdio. Gilberto Rocha Jr. foi o escolhido para substituí-lo e segue como o narrador oficial até hoje.


A PlayArte, empresa responsável pelo lançamento da Saga de Hades em DVD, produziu uma Making Of desta dublagem. Confira:


Infelizmente não temos quase nenhum registro de escalas desta dublagem, mas abaixo você encontra informações de pelo menos três delas:

  • 21 de Março de 2006: Francisco Bretas (Hyoga de Cisne), Luiz Laffey (Shion de Áries), Hélio Vacari (Cappela de Auriga), Guilherme Lopes (Babel de Centauro), Araken Saldanha (Mestre Ancião) e Valter Santos (Camus de Aquário).
  • 30 de Março de 2006: Élcio Sodré (Shiryu), Gilberto Baroli (Saga de Gêmeos) e Marcelo Campos (Mu de Áries).
  • 7 de Abril de 2006: Élcio Sodré (Shiryu).

Larissa Tassi foi escolhida, no dia 22 de Março de 2006, para cantar as músicas de abertura (Pelo mundo) e encerramento (Sob o mesmo céu azul) após a realização de um teste no dia 17 de Março de 2006. As gravações das músicas aconteceram no dia 27 de Março de 2006, na própria estrutura de estúdios da Álamo. Curiosamente, antes da gravação oficial, a cantora nos enviou uma "palhinha" de como seria a música de abertura. Disponibilizamos abaixo esta versão exclusiva, que inclusive tinha pequenas diferenças na letra.

1ª versão de "Pelo mundo":



Em Agosto de 2006 se iniciaria o último trabalho de dublagem de Cavaleiros do Zodíaco na Álamo. No dia 1 de Agosto o filme Prólogo do Céu começou a ser dublado. Foi uma dublagem rápida, já que terminou no dia 11 de Agosto. Hermes Baroli (Seiya) foi o último a entrar no estúdio. A direção ficou a cargo, mais uma vez, do Marcelo Campos, com tradução/adaptação de Marcelo Del Greco. Como curiosidade, o trailer foi dublado no dia 17 de Julho de 2006, pelo narrador Gilberto Rocha Jr.


Podemos ver os dubladores em estúdio para a gravação do filme no Making Of produzido pela PlayArte, empresa responsável pelo lançamento do filme, e presente no DVD brasileiro. Além disso, a ampresa fez uma promoção e sorteou alguns fãs para participarem de um jantar com alguns dubladores. O site CavZodiaco esteve por lá e gravou este vídeo nostálgico:


Com relação a música tema do filme, a Never (Nunca mais), ela foi gravada pelo cantor Edu Falaschi. Ele recebeu o convite da Álamo no dia 7 de Agosto de 2006, após uma longa negociação de direitos sobre a música pela PlayArte com a Toei Animation. Entretanto, desta vez, a gravação ocorreu fora da Álamo, em estúdio terceirizado contratado pelo próprio cantor, no dia 15 de Setembro de 2006.


Na ocasião, o Falaschi gravou também uma entrevista para o lançamento do futuro DVD, também pela PlayArte. Confira:


A pré-estreia oficial aconteceu no dia 23 de Outubro de 2006, em São Paulo, e contou com a presença de vários dubladores.


Dubrasil

Dubrasil

A mudança para a Dubrasil aconteceu no final de Agosto de 2006, por única e exclusiva decisão da PlayArte. Na época era a distribuidora a responsável por contratar o estúdio e cuidar da dublagem (hoje em dia isso é feito diretamente pela Toei Animation).


Vinheta "Versão Dubrasil!" na voz de Claudio Albuquerque:

O primeiro trabalho realizado na Dubrasil foi a dublagem do especial chamado Episódio Zero, iniciada no dia 6 de Setembro de 2006. A direção ficou por conta de Hermes Baroli. Neste dia passaram pelo estúdio os seguintes dubladores:

  • Alfredo Rollo (Poseidon), Gilberto Baroli (Saga de Gêmeos), Franciso Bretas (Hyoga de Cisne), Élcio Sodré (Shiryu de Dragão), Fábio Moura (Shura de Capricórnio), Hélio Vacari (Mitsumasa Kido), Leonardo Camilo (Ikki de Fênix), Letícia Quinto (Saori), Hermes Baroli (Seiya), Márcio Araújo (Milo de Escorpião), Paulo Porto (Aiolos de Sagitário), Gilberto Rocha Jr. (Narrador), Valter Santos (Camus de Aquário), Yuri Chesman (Ikki criança) e Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão).

O próximo trabalho foi a redublagem dos quatro filmes antigos da série: O Santo Guerreiro (filme da Éris), A Grande Batalha dos Deuses (filme do Durval), A Lenda dos Defensores de Atena (filme do Abel) e Os Guerreiros do Armagedon (filme do Lúcifer). O anúncio da escolha da Dubrasil foi feito no dia 9 de Maio de 2007 e o início dos trabalhos apenas no dia 13 de Julho de 2007. Foi uma dublagem rápida, com encerramento em 20 de Julho de 2007. A direção ficou dividida entre Sérgio Moreno (Berengue e Loki), Zodja Pereira e Hermes Baroli (Seiya). O técnico de som foi o Adonis.

A PlayArte tentou negociar com a Toei Animation uma versão em português da música "You are my reason to be", tema do filme do Abel, mas infelizmente não obteve autorização.

    Abaixo todas escalas que registramos:
    • 13 de Julho de 2007: Leonardo Camilo (Ikki).
    • 16 de Julho de 2007: Thiago Zambrano (Soldado), Bárbara Schorooder (Criança), Bruno Camargo (Tatsuya), André Frateschi (Frey), Ângelo Brandini (Belzebu), Spencer Toth (Soldado), Rita de Almeida (Minu), Alexandre Soares (Soldado Barba Ruiva) e Carlos Silveira (Ashtatore), Carol Sodré (Mimiko), Fábio Moura (Shura e Yan), Fritz (Maiya de Sagita), Tatá Guarnieri (Afrodite de Peixes) e Silvio Giraldi (Orfeu de Harpa).
    • 17 de Julho de 2007: Armando Tiraboschi (Atlas de Carina), André Rinaldi (Moa), Bruno Marçal (Akira), Heitor Goldflus (Jaga de Orion), Cadu (Ur) e Eudes Carvalho (Lúcifer).
    • 18 de Julho de 2007: Élcio Sodré (Shiryu de Dragão) e Francisco Bretas (Hyoga).
    • 19 de Julho de 2007: Ulisses Bezerra (Shun), Letícia Quinto (Saori) e Hermes Baroli (Seiya), Sérgio Moreno (Berengue, Kraisto e Loki), Eleonora Prado (Freya), Fábio Tomazine (Rung), Denise Simonetto (Natássia) e Araken Saldanha (Mestre Ancião).
    • 20 de Julho de 2007: Gilberto Baroli (Saga de Gêmeos), Luciana Baroli (Shunrei), Claudio Albuquerque (Placas Dubrasil), Paulo Celestino (Máscara da Morte de Câncer), Drauzio de Oliveira (Foebes Abel), Gilberto Rocha Jr. (Narrador), Paulo Porto (Érigor), Valter Santos (Camus de Aquário), Cassius Romero (Jaô de Lince) e Denise Reis (Eiri/Éris).

    No dia 13 de Agosto de 2007 foi anunciado que a Dubrasil seria a responsável pela dublagem da Fase Inferno de Hades. Os trabalhos se iniciaram no dia 18 de Setembro de 2007 e terminaram no dia 28 de Setembro de 2007. Gilberto Baroli, depois de 12 anos, voltava a dirigir uma dublagem dos Cavaleiros do Zodíaco, juntamente com o Hermes Baroli. A tradução ficou por conta de Karen Kazumi Hayashida/ e a adaptação por Marcelo Del Greco.

    Uma grande crise na dublagem se instaurou neste momento. Três dubladores ficaram insatisfeitos com a mudança da Álamo para a Dubrasil. Foram eles: Marcelo Campos (Mu de Áries, que inclusive era diretor da Álamo), Wellington Lima (Dohko de Libra, que também era diretor da Álamo) e Guilherme Briggs (Radamanthys de Wyvern). O motivo da recusa deles sempre foi um tanto quanto obscuro, com vários desencontros de informações. De qualquer forma, o que ficou claro é que os dubladores não aceitavam de forma alguma a mudança de estúdio. Hermes Baroli (dublador do Seiya e dono da Dubrasil) concedeu uma entrevista exclusiva para nós onde tornou pública uma desavença que ele sempre teve com Marcelo Campos, embora ele tenha assumido que colocou o orgulho de lado durante a dublagem do filme Prólogo do Céu, quando foi dirigido pelo dublador do Mu. Acredita-se até hoje que este tenha sido o principal motivo desta crise. Um outro motivo citado publicamente na ocasião foi a denúncia de que Dubrasil praticava dumping, prática de baixar o preço de forma que torna a concorrência impossível, considerada ilegal e injusta no meio da dublagem. O fato acabou desmentido posteriormente, o que fez Guilherme Briggs inclusive pedir desculpas aos fãs, a PlayArte e ao estúdio. Entretanto, como as dublagens já tinham acontecido e Cesar Marchetti já havia gravado as falas do Radamanthys, por questõs de respeito ao seu substituto e colega de profissão, Briggs optou por não voltar ao personagem.

    Observação 1: Um fato estranho e que chama atenção neste caso é que Marcelo Campos tinha dublado o personagem Mu de Áries na Dubrasil um mês antes desta crise, durante a redublagem dos quatro filmes antigos.

    Observação 2: Luiz Antônio Lobue, o Aiolia de Leão, processava a PlayArte nesta ocasião, portanto foi vetado pela distribuidora. Foi um caso isolado. Em seu lugar entrou o dublador Armando Tiraboschi, que dublou o personagem no dia 26 de Setembro de 2007. Entretanto, no dia 28 de Setembro, dois dias depois, ele pediu para se retirado da dublagem após ter conversado com o Lobue. Para o seu lugar foi escolhido o dublador Ricardo Vasconcelos. Vale a pena citar que, após a resolução do seu processo, Lobue voltou a dublar normalmente o Aiolia em fases seguintes para produtos lançados pela PlayArte.

    Observação 3: Diferentemente do Briggs, Marcelo Campos e Wellington Lima voltaram a dublar seus personagens na Dubrasil em fases futuras, embora mais problemas tenham surgido também mais a frente (continue lendo a matéria).

    Observação 4: Hermes Baroli chegou a dizer que não veria problema algum caso Marcelo Campos, Wellington Lima e Guilherme Briggs quisessem gravar suas participações em outro estúdio, inclusive na Álamo. Porém, mesmo assim, eles não aceitaram participar.

    Observação 5: Gilberto Baroli foi o responsável pela dublagem do extra chamado "Homenagem aos Cavaleiros de Ouro", presente em todos os DVDs desta fase lançados pela PlayArte.

    Os dubladores Marcelo Campos e Guilherme Briggs chegaram a emitir cartas abertas aos fãs na época e você confere logo abaixo na ordem cronológica que aconteceram. O Wellington Lima não se pronunciou publicamente em nenhum momento:

    • - Transcrição da entrevista com o dublador Hermes Baroli realizada por nós no dia 14 de Setembro de 2007, por volta das 21h

    • - Carta aberta do dublador Marcelo Campos enviada para nós no dia 14 de Setembro de 2007, por volta das 23h
    • - Carta aberta do dublador Guilherme Briggs enviada para nós no dia 14 de Setembro de 2007, por volta das 23h27
    • - 2ª carta aberta do dublador Guilherme Briggs enviada para nós no dia 22 de Setembro de 2007, por volta das 23h10

    Abaixo todas escalas:

    • 18 de Setembro de 2007: Márcio Araujo (Milo de Escorpião), Élcio Sodré (Shiryu de Dragão), Francisco Bretas (Hyoga de Cisne), Marcelo Pissardini (o deus Hades), Sérgio Corcetti (Lune de Balron) e Hermes Baroli (Seiya).
    • 19 de Setembro de 2007: Paulo Porto (Aiolos de Sagitário), Ulisses Bezerra (Shun de Andrômeda), Ramon Campos (espectro Iwan de Troll) e Robson Kumode (Orfeu de Lira).
    • 20 e 21 de Setembro de 2007: Ulisses Bezerra (novamente como Shun de Andrômeda e partes do Shun possuído por Hades), Élcio Sodré (finalizando o Shiryu de Dragão), Leonardo Camilo (Ikki de Fênix), Carlos Silveira (Shaka de Virgem e Ichi de Hidra), Gilberto Rocha Jr. (Narrador), Nelson Machado (Caronte de Aqueronte), Letícia Quinto (deusa Atena), Gilberto Baroli (sua participação como Saga de Gêmeos), Hermes Baroli (mais uma parte do Seiya de Pégaso) e Miriam Ficher (Pandora).
    • 24 e 25 de Setembro de 2007: Gilberto Baroli (terminando o Kanon de Gêmeos), Cauam Marcondes (Makoto), Melissa Garcia (Seika), Fátima Noya (Kiki), Yuri Chesman (Ikki Criança), Isabel de Sá (Marin de Águia), Priscila Franco (Eurídice), Maralisi (Shina), Silas Borges (Espectro C), Alexandre Soares (Rock de Golem), Waldemar Dias (Faraó de Esfinge), Tatá Guarnieri (Afrodite de Peixes), Valter Santos (Camus de Aquário), Ronaldo Artinic (Aldebaran de Touro), Douglas Peter (Valentine de Harpia), Roberto Leite (Markino), Robson Kumode (terminando o Orfeu de Lira), Sérgio Moreno (Dohko de Libra), Hermes Baroli (Seiya de Pégaso), Tiaggo Guimarães (Jabu de Unicórnio) e Cesar Marchetti (Radamanthys de Wyvern).
    • 26 de Setembro de 2007: Gilberto Baroli (terminando o Kanon de Gêmeos), Rita de Almeida (Minu), Fábio Moura (Shura de Capricórnio), Rodrigo Naja (Flégias de Lycaon), Armando Tiraboschi (Aiolia de Leão), Paulo Celestino (Máscara da Morte de Cãncer), Marco Aurélio (Mu de Áries) e Hermes Baroli (Seiya).
    • 27 e 28 de Setembro de 2007: Hermes Baroli (terminando o Seiya de Pégaso), Ulisses Bezerra (terminando o Shun de Andrômeda), Cassius Romero (o Nachi de Lobo), , Ricardo Sawaya (o Minos de Griffon), Guilherme Lopes (o Aiacos de Garuda), Ricardo Vasconcelos (Aiolia de Leão) e Sérgio Moreno (o Dohko de Libra). Sérgio Moreno, inclusive, foi o último a dublar (terminou ontem, por volta das 20h30).

    Ricardo Cruz e Larissa Tassi foram os cantores escolhidos para cantar a abertura, "Pegasus Forever", e encerramento, "Meu Querido", respectivamente, após uma longa negociação com a Toei Animation. O anúncio foi feito no dia 12 de Outubro de 2007 e as gravações aconteceram no dia 15 de Outubro de 2007. A adaptação da letra da abertura ficou a cargo de Eduardo Vilarinho e Walter Tormin Neto (ambos do CavZodiaco), e do próprio Ricardo Cruz. A direção musical foi de Chico Dehira. Já a do encerramento os responsáveis foram Eduardo Vilarinho e Walter Tormin Neto, com direção musical de Jean Garfunkel.

    Em 2008 a Fase Elíseos de Hades teve a sua dublagem na Dubrasil. Os trabalhos começaram no dia 10 de Julho de 2008 e terminaram no dia 24 de Setembro de 2008, com direção de Hermes Baroli e tradução/adaptação de Marcelo Del Greco. Foi uma dublagem longa pois desta vez ela foi dividida em blocos de 2 episódios, dublados de forma espaçada um do outro. Infelizmente não houve autorização para a gravação da versão em português da música de encerramento chamada "Jardim de Deus ~ O Reino".

    Veja as escalas:

    • 10 de Julho de 2008: Élcio Sodré (Shiryu de Dragão), Agatha Paulita (Ninfa B), Madson Britto (Espectro A), Paulo Cesar Mello (Espectro B), Francisco Bretas (Hyoga de Cisne), Letícia Quinto (deusa Atena), Leonardo Camilo (Ikki de Fênix), Nestor Chiesse (deus Hypnos), Maralisi Tartarine (Shina de Cobra), Edson Montenegro (Gordon de Minotauro), Fabiano Martins Medeiros (Espectro C), Luciana Baroli (Shunrei) e Isabel de Sá (Marin de Águia).
    • 11 de Julho de 2008: Ronaldo Artinic (Geki de Urso), Rita de Almeida (Minu), Carlos Silveira (Ichi de Hidra), Melissa Garcia (Seika), Figueira Jr. (Queen de Mandrágora), Ulisses Bezerra (Shun de Andrômeda), Hermes Baroli (Seiya de Pégaso) e Fátima Noya (Kiki).
    • 12 de Julho de 2008: Felipe Grinnan (deus Thanatos), Christiano Torreão (Sylphid de Basilisco), Miriam Ficher (Pandora) e Ricardo Sawaya (Minos de Griffon).
    • 14 de Julho de 2008: Gilberto Rocha Jr. (Narrador) e Tiaggo Guimarães (Jabu de Unicórnio).

    Ao fim desta primeira parte da dublagem, o Hermes Baroli mandou um vídeo exclusivo para a gente. Confira:

    • 1 de Setembro de 2008: Ulisses Bezerra (Shun de Andrômeda), Thiaggo Guimarães (Jabu de Unicórnio), Melissa Garcia (Seika), Fátima Noya (Kiki), Leonardo Camilo (Ikki de Fênix), Isabel de Sá (Marin de Águia), Hermes Baroli (Seiya de Pégaso), Felipe Grinnan (deus Thanatos), Alfredo Rollo (deus Poseidon) e Wellington Lima (Ban de Leão Menor).
    • 2 de Setembro de 2008: Letícia Quinto (deusa Atena), Gilberto Rocha Jr (Narrador), Francisco Bretas (Hyoga de Cisne), Felipe Grinnan (deus Thanatos), Élcio Sodré (Shiryu de Dragão), Carlos Silveira (Ichi de Hidra) e Antônio Moreno (Sorento de Sirene).
    • 3 de Setembro de 2008: Ronaldo Artinic (Geki de Urso), Felipe Grinnan (deus Thanatos), Maralisi Tartarine (Shina de Cobra), Nestor Chiesse (deus Hypnos) e Cassius Romero (Nachi de Lobo).
    • 22 e 23 de Setembro de 2008: Carlos Silveira (Ichi de Hidra), Letícia Quinto (deusa Atena), Maralisi Tartarine (Shina de Cobra), Luciana Baroli (Shunrei), Cassius Romero (Nachi de Lobo), Ronaldo Artinic (Geki de Urso), Alfredo Rollo (deus Poseidon), Rita de Almeida (Minu), Thiaggo Guimarães (Jabu de Unicórnio), Isabel de Sá (Marin de Águia), Melissa Garcia (Seika), Antonio Moreno (Sorento de Sirene), Fátima Noya (Kiki), Gilberto Rocha Jr. (Narrador), Élcio Sodré (Shiryu de Dragão), Wellington Lima (Ban de Leão Menor), Nestor Chiesse (deus Hypnos), Francisco Bretas (Hyoga de Cisne), Marcelo Pissardini (deus Hades) e Leonardo Camilo (Ikki de Fênix).
    • 24 de Setembro de 2008: Hermes Baroli (Seiya de Pégaso) e o Ulisses Bezerra (Shun de Andrômeda).

    A Dubrasil produziu, pela primeira vez, um Making Of de uma dublagem sua. Assista logo abaixo (dividido em duas partes):


    Em 2009 foi a vez da primeira temporada da série Lost Canvas ser dublada no Brasil. A distribuidora Focus / FlashStar Filmes contratou a Dubrasil também. Mais uma vez a dublagem foi dividida em duas etapas. A primeira parte teve início no dia 28 de Outubro de 2009 e terminou dia 6 de Novembro de 2009. Já a segunda parte começou no dia 27 de Maio de 2010 e terminou no dia 16 de Junho de 2010. A direção foi de Hermes Baroli.

    A Focus / FlashStar Filmes escolheu os cantores Rodrigo Rossi e Melissa Matos para cantarem a abertura e encerramento, porém não há registros do dia exato em que as músicas foram efetivamente gravadas. Pela primeira vez foram produzidas versões completas (full version) das músicas e elas foram divulgadas em primeira mão aqui no CavZodiaco no dia 23 de Dezembro de 2009, um presente de Natal para os fãs na época.

    Como curiosidade, a Focus / FlashStar Filmes procurou o site CavZodiaco.com.br para pedir opinião e aprovação com relação aos cantores.


    Versões full de "Reino de Atena":

    Versões full de "Laços de Flor":


    Em uma parceria inédita, o site CavZodiaco proporcionou aos fãs a possibilidade de escolherem os dubladores dos personagens Tenma de Pégaso, Yuzuriha e Yato de Unicórnio através de votação aberta. Uma página especial foi montada e vídeos com testes de vozes foram disponibilizados (os nomes dos dubladores não foram revelados, para não influenciar ninguém). O período de votação foi entre os dias 24 de Outubro de 2009 e 28 de Outubro de 2009. Abaixo você confere novamente como foram estes testes. Os vencedores foram: Charles Emmanuel (Tenma), Yuri Chesman (Yato) e Tatiane Keplmair (Yuzuriha).

    Tenma de Pégaso

    Yato de Unicórnio

    Yuzuriha


    Abaixo algumas escalas (infelizmente temos poucos registros desta dublagem):

    • 27 de Maio de 2010: Yuri Chesman (Yato de Unicórnio) e Tatiane Keplmair (Yuzuriha).
    • 28 de Maio de 2010: Wellington Lima (Dohko de Libra).
    • 3 de Junho de 2010: Marco Antônio Costa (Asmita de Virgem), Mauro Ramos (Aldebaran/Hasgard de Touro) e Charles Emmanuel (Tenma).
    • 16 de Junho de 2010: Flávio Dias (Sísifo de Sagitário) e Vagner Fagundes (Zelos de Frog).

    Observação 1: Flávio Dias voltou a participar de uma dublagem dos Cavaleiros do Zodíaco. Ele tinha saído da série, na redublagem da Álamo, por problemas com o estúdio na ocasião.

    Observação 2: Wellington Lima voltou a dublar na Dubrasil após os problemas que aconteceram na Fase Inferno de Hades.

    Observação 3: O cantor brasileiro do tema de abertura de Lost Canvas, o Rodrigo Rossi, acompanhou pessoalmente as dublagens no Rio de Janeiro. Ele pode ser visto inclusive em uma das fotos abaixo!

    Observação 4: O responsável pela captação de áudio da dublagem no Rio de Janeiro chama-se Neno.


    O Making Of da dublagem foi lançado no dia 13 de Dezembro de 2009, juntamente com os primeiros DVDs do anime pela FlashStar Filmes.


    Antes da segunda temporada da série Lost Canvas, a Dubrasil realizou a dublagem do especial "O Mito dos Cavaleiros Renegados". Para a alegria de todos os fãs, os dubladores Marcelo Campos (Mu de Áries), Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão) e Wellington Lima (Dohko de Libra) retornaram a seus personagens. As gravações começaram no dia 11 de Janeiro de 2011 e terminaram no dia 18 de Janeiro de 2011. Confira as escalas que conseguimos na ocasião:

    • 11 de Janeiro de 2011: Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão).
    • 12 de Janeiro de 2011: Tatá Guarnieri (Afrodite), Antonio Moreno (Giganto) e Gilberto Baroli (Saga/Kanon).
    • 13 de Janeiro de 2011: Élcio Sodré (Shiryu), Marcelo Campos (Mu), Letícia Quinto (Atena) e Luiz Laffey (Shion).
    • 14 de Janeiro de 2011: Marcio Araújo (Milo), Gilberto Rocha Jr (Narrador) e Francisco Bretas (Hyoga).

    Um Making Of da dublagem foi produzido também. A informação foi divulgada no dia 4 de Fevereiro de 2011, com o vídeo sendo liberado apenas no dia 30 de Junho de 2011, cerca de três meses depois do lançamento dos DVDs pela PlayArte.


    No final de 2012 começaram as negociações para a dublagem da primeira temporada da recém lançada série Ômega. Uma nova crise da dublagem parecia acontecer neste momento, já que o dublador Hermes Baroli, dublador do Seiya e dono da DuBrasil, publicou em seu Twitter, no dia 4 de Outubro de 2012, a informação de que a DuBrasil não tinha chegado a um acordo com a Toei Animation e consequentemente tinha se retirado das negociações (a partir deste momento não era mais a PlayArte a responsável pela contratação do estúdio de dublagem e sim a própria Toei Animation direto, seguindo desta forma por todas as dublagens seguintes). O problema maior é que o dublador Hermes Baroli revelou também, quando questionado por um fã se ele dublaria o Seiya em outro estúdio, que não dublaria o personagem. Hermes na ocasião postou a seguinte mensagem: "Com a liberação eterna de direitos, como eles querem, não."

    Outro fator que preocupava era a possibilidade dos outros dubladores dos personagens clássicos aderirem a causa do Hermes e resolverem não dublar também. Chegamos a contactar alguns deles, a maioria não estava sabendo do caso ainda e só iriam se pronunciar oficialmente quando fossem contactados pelo novo estúdio. A repercussão entre os fãs foi grande, com muitas mensagens em Redes Sociais. Curiosamente, no mesmo dia, Hermes recuou e postou um depoimento dizendo que a Dubrasil estava retornando às negociações. CLIQUE AQUI para conferir o depoimento na íntegra!

    Resolvidos os problemas junto a Toei Animation, as dublagens começaram em Janeiro de 2013 (a data exata não foi divulgada). A direção foi combinada entre Zodja Pereira e Fábio Campos. No dia 28 de Janeiro de 2013 foi anunciado que Rodrigo Rossi e Larissa Tassi cantariam juntos a música de abertura Pegasus Fantasy versão Ômega, com produção de Diógenes Lima. As gravações aconteçeram no dia seguinte. A música foi divulgada ao público, em primeira mão aqui no CavZodiaco.com.br, no dia 25 de Abril de 2013.


    Já no dia 5 de Abril de 2013 foi anunciado que a segunda música de abertura da série, intitulada Nova Geração, também ganharia versão em português, sendo que no dia 10 de Abril de 2013 foi divulgada uma nota oficial informando que Rodrigo Rossi, Larissa Tassi, Ricardo Cruz e Edu Falaschi seriam os cantores. O fato marcou também o início da banda Cavaleiros in Concert, que depois seguiu em turnê por todo o Brasil entre 2014 e 2016. A produção foi mais uma vez de Diógenes Lima, com gravações em dois estúdios: DL Studios (versão FULL) e Do it! Studios (versão TV). Os fãs só puderam escutar efetivamente a versão de estúdio da música no dia 12 de Fevereiro de 2015, quase dois anos após a gravação, embora ela tenha sido apresentada ao vivo antes em diversos eventos espalhados pelo Brasil.

    Por ter sido realizada em lotes de 5 episódios por vez, a dublagem foi longa e terminou apenas no dia 17 de Julho de 2013.

    • 21 de Janeiro de 2013: Luisa Palomanes (Yuna de Águia) e Luiz Carlos Persy (Marte).
    • 22 de Janeiro de 2013: Antonio Akira (Ryuho de Dragão).
    • 23 de Janeiro de 2013: Caio Guarnieri (Kouga de Pégaso) e Diego Lima (Eden de Órion).
    • 28 de Janeiro de 2013: Ronaldo Artinic (Geki de Urso).
    • 4 de Fevereiro de 2013: Fábio Campos (Souma de Leão Menor) e Flora Paulita (Ária).
    • 6 de Fevereiro de 2013: Felipe Zilse (Haruto de Lobo) e André Rinaldi (Hook de Compasso).
    • 18 de Fevereiro de 2013: Dário de Castro (Micenas de Leão).
    • 19 de Fevereiro de 2013: Silvia Suzy (Sonia de Vespa) e Amaziles de Almeida (Pavlin de Pavão).
    • 22 de Fevereiro de 2013: Ulisses Bezerra (Shun de Andrômeda).
    • 2 de Março de 2013: Francisco Bretas (Hyoga de Cisne), Maralisi Tartarine (Shina de Cobra) e José Carlos Guerra (Tatsumi).
    • 15 de Março de 2013: Flávia Narciso (Raki) e Gabriel Noya (Kiki).
    • 5 de Abril de 2013: Francisco Bretas (Hyoga de Cisne).
    • 8 de Abril de 2013: Peterson Adriano (Gembu de Libra).
    • 30 de Abril de 2013: Ricardo Juarez (Harbinger de Touro).
    • 4 de Junho de 2013: Tânia Gaidarji (Paradox de Gêmeos).
    • 7 de Junho de 2013: Fábio Azevedo (Schiller de Câncer).
    • 8 de Junho de 2013: Fernando Peron (Tokisada de Aquário).
    • 14 de Junho de 2013: Thiago Longo (Fudou de Virgem).
    • 5 de Julho de 2013: Araken Saldanha (Mestre Ancião).
    • 11 de Julho de 2013: Paulo Vignolo (Amor de Peixes).
    • 17 de Julho de 2013: Fabio Villalonga (deus Apsu).

    Observação 1: Na primeira foto podemos ver o dublador Élcio Sodré fazendo uma brincadeira mostrando como seria dublar o Shiryu na série Ômega, mesmo ele sem os cinco sentidos.

    Observação 2: Tivemos mais uma vez uma dublagem mista entre São Paulo e Rio de Janeiro, uma marca registrada da Dubrasil e muito elogiada pelos fãs.

    Observação 3: No dia 29 de Março de 2013 foi anunciado que a abertura teria pela primeira vez créditos com os nomes dos dubladores brasileiros (o vídeo foi divulgado em primeira mão por nós do CavZodiaco.com.br no dia 29 de Maio de 2013).


    No dia 25 de Fevereiro de 2013 foi divulgado que a Dubrasil tinha chegado a um acordo com a PlayArte para produzir um Making Of da dublagem. O material realmente foi lançado nos DVDs a partir do dia 6 de Setembro de 2013.

    No dia 21 de Julho de 2013, durante o evento Anime Friends, houve uma palestra com os principais dubladores da série Ômega e a exibição de um trecho, em primeira mão, do primeiro episódio. Estiveram presentes: Flora Paulita (Ária), Caio Guarnieri (Kouga de Pégaso), Fábio Campos (Souma de Leão Menor), Antonio Akira (Ryuho de Dragão), Diego Lima (Éden de Orion) e Felipe Zilse (Haruto de Lobo). Eles contaram um pouco sobre como começaram no mundo da dublagem, como foram chamados para dublar a série, responderam perguntas dos fãs e no final fizeram uma espécie de dublagem ao vivo, chamando alguns fãs para participarem no palco. O dublador Luiz Carlos Persy (Marte) mandou uma mensagem em vídeo para os fãs também.


    Em paralelo com as dublagens da série Ômega, finalmente começaram as dublagens da segunda temporada de Lost Canvas, também na Dubrasil. O anúncio foi feito no dia 6 de Abril de 2013, sendo que as dublagens começaram no dia 29 de Abril de 2013 (primeiros seis episódios). A segunda leva (com sete episódios) foi dublada no começo do segundo semestre de 2013. Toda a dublagem da segunda temporada teve pouca divulgação, mas abaixo você confere algumas escalas que conseguimos na ocasião:

    • 30 de Abril de 2013: Maurício Berger (El Cid de Capricórnio).
    • 3 de Maio de 2013: Alexandre Moreno (Manigol de Câncer), Miriam Ficher (Pandora) e Charles Emmanuel (Tenma de Pégaso).
    • 15 de Maio de 2013: José Parisi Jr (Morpheus).
    • 29 de Agosto de 2013: Felipe Mônaco (Dégel de Aquário).

    Observação: Como as dublagens aconteceram em paralelo com as dublagens da série Ômega, no começo de Maio aconteceu um fato inusitado: no mesmo dia, os dubladores dos "Pégasos" de três gerações diferentes se encontraram no estúdio: Charles Emmanuel (Tenma), Hermes Baroli (Seiya) e Caio Guarnieri (Kouga).


    No dia 30 de Março de 2014, o dublador Gilberto Baroli (Saga de Gêmeos) comentou, durante o evento Anime Summer 2014 (realizado em São Vicente, SP), que as negociações para a dublagem do filme A Lenda do Santuário tinham começado. O Hermes Baroli nos confirmou a informação também no dia seguinte. Por causa de cláusulas de confidencialidade, não foi possível saber em que dia as dublagens começaram e nem antecipadamente a lista de dubladores, bem como as escalas. No dia 1 de Junho de 2014 os principais dubladores do filme: Hermes Baroli (Seiya de Pégaso), Élcio Sodré (Shiryu de Dragão), Ulisses Bezerra (Shun de Andrômeda), Francisco Bretas (Hyoga de Cisne), Leonardo Camilo (Ikki de Fênix), Gilberto Baroli (Saga de Gêmeos) e Letícia Quinto (Saori) marcaram presença no evento Anime Arts, em Sorocaba, SP. Durante a palestra, eles foram perguntados sobre as dublagens do filme, mas, novamente por questões de confidencialidade, negaram que estavam dublando. Entretanto, as pessoas que puderam acompanhar os bastidores do evento presenciaram uma equipe contratada pela Diamond Films, empresa responsável pelo lançamento do filme nos cinemas, fazendo diversas gravações com eles (abaixo você confere um vídeo que gravamos nesta ocasião), o que foi a deixa para confirmarmos que as dublagens inclusive já tinham acontecido. No futuro, pudemos ver que as gravações realizadas neste dia serviram como ações promocionais em diversos momentos perto do lançamento do filme (exemplo no segundo vídeo).

    A confirmação oficial veio poucos dias depois do evento de Sorocaba, em 12 de Junho de 2014, em uma nota oficial confirmando o estúdio e o elenco de dubladores (com exceção do dublador Mauro Castro, o novo Camus de Aquário, divulgado apenas no dia 19 de Agosto de 2014, perto da estreia do filme no Brasil).

    A tradução para português ficou a cargo de Karen Kazumi Hayashida, com adaptação de Marcelo Del Greco

    Observação 1: Marcelo Campos voltou a dublar o personagem Mu de Áries na Dubrasil, embora tudo indica que essa tenha sido a sua despedida do personagem.

    Observação 2: Existe um rumor nos bastidores que indica que esta foi a dublagem mais cara da história da franquia, o que teria gerado diversos problemas e contra-tempos na ocasião. Tal fato teria sido o principal motivo também de não termos a versão dublada lançada no DVD oficial brasileiro do filme. Há outro boato também que indica que, diante do preço elevado, houve uma tentativa de redublar o filme com outros dubladores em outro estúdio, mas isso teria sido vetado pela Toei Animation.

    O trailer em português foi divulgado no dia 18 de Junho de 2014, sendo que no dia 11 de Agosto de 2014 foi liberado o Making Of da dublagem do trailer.

    Como curiosidade, a Toei Animation não liberou a gravação em português da música "Hero", tema oficial do filme.

    A cabine de imprensa aconteceu no dia 28 de Agosto de 2014, com a exibição do filme dublado em português. A pré-estreia oficial aconteceu em São Paulo, no dia 2 de Setembro de 2014, com a presença dos principais dubladores e do diretor Yosuke Asama. Houve também um pocket-show com o cantor Rodrigo Rossi. O filme estreou nos cinemas de todo o Brasil no dia 11 de Setembro de 2014, sendo que no próprio dia 11 a Dubrasil liberou o vídeo do Making Of.



    No dia 12 de Abril de 2015 a Bandai Namco Brasil anunciou que o jogo Alma dos Soldados seria lançado de forma oficial no Brasil e com dublagem. Especulava-se que a dublagem já estaria acontecendo há algum tempo antes do anúncio, mas depois se confirmou que ela começou em Maio de 2015 apenas. Aliás, pouco foi divulgado pois novamente tivemos cláusulas de confidencialidade no contrato do estúdio com a Bandai Namco. Apesar disso, nós conseguimos os nomes de boa parte dos dubladores na ocasião, só não podíamos divulgar. Foi neste período que descobrimos que os Guerreiros Deuses participariam do jogo, por exemplo.

    No dia 24 de Agosto de 2015, em um evento promovido pela Bandai Namco a jornalistas, foi apresentado o primeiro trailer dublado. O mesmo trailer foi apresentado ao público apenas no dia 28 de Agosto de 2015, após a queda do embargo. Já no dia 10 de Setembro de 2015 foi apresentado um segundo trailer. No dia 23 de Setembro de 2015 o portal UOL entrevistou o dublador Hermes Baroli, que contou como foi a experiência de dublar o jogo. Na ocasião ele citou que as dublagens já estavam encerradas. Hermes Baroli inclusive foi o diretor da dublagem junto com a Zodja Pereira, na Dubrasil.


    Observação 1: o dublador Marcelo Campos não chegou em um acordo novamente para dublar o personagem Mu de Áries. O anúncio da sua não participação foi feito pelo site JWave em 11 de Agosto de 2015. Já no dia 13 de Agosto de 2015, o site JBox conseguiu contactar o dublador. Marcelo Campos relatou que a Dubrasil buscou o seu serviço por e-mail (inicialmente enviando para um endereço errado) em meados do mês de Maio, informando que o prazo era apertado, além de passar os valores de cachê e a quantidade de "arquivos" a serem dublados. Marcelo disse que só recebeu o e-mail dias depois (por conta do endereço digitado de forma errada), isso após ele ligar para o próprio estúdio insistindo no trabalho. O dublador então respondeu com uma contra-proposta de valor e declarou toda a sua agenda (atribulada por conta de uma série de viagens), com disponibilidades no mês de Junho e Julho. Após isso, não teria acontecido mais um retorno do estúdio. Ao JBox, Marcelo Campos deu ainda a seguinte declaração final: "Enquanto acharem que bronze vale mais que ouro, o Mu de Áries não terá a minha voz. Abri exceção no último longa e não farei mais isso. O sucesso da franquia de CDZ deve beneficiar a todos."

    Observação 3: o dublador Luiz Carlos de Moraes também não chegou em um acordo com a Dubrasil para dublar o personagem Mime de Benetnasch. No seu lugar foi escalado o Caio César.

    Observação 3: o dublador Armando Tiraboschi voltou a dublar o personagem Bado de Arkor. Na época da redublagem da Álamo, ele não foi escalado por problemas com o estúdio. Na ocasião ele foi substituído pelo Luiz Antônio Lobue.

    Observação 4: o dublador Sidney Lilla não dublou o personagem Shido de Mizar por problemas de agenda. No seu lugar foi escalado o Renan Gonçalves.

    Observação 5: Patricia Scalvi passou a ser a dubladora oficial da personagem Shina de Cobra, substituindo Maralisi Tartarini, que faleceu em 2014. Como curiosidade, Patricia foi a primeira dubladora da Shina na época da Gota Mágica.

    Observação 6: Mauro Castro dublou mais uma vez o Camus de Aquário. Ele já tinha dublado o personagem no filme A Lenda do Santuário, após o falecimento do Valter Santos.

    Durante a BGS (Brasil Game Show), no dia 8 de Outubro de 2015, a Sony e a Bandai Namco realizaram um painel para divulgar o jogo. Os dubladores Hermes Baroli (Seiya) e Élcio Sodré (Shiryu de Dragão) estavam presentes, bem como o Marcelo Del Greco, responsável pela adaptação do game. A tradução ficou a cargo da Renata Leitão. O lançamento oficial do jogo aconteceu no dia seguinte, em 9 de Outubro de 2015.



    No mesmo período em que o jogo estava próximo de ser lançado, foi anunciado que as dublagens da segunda temporada de Ômega tinham começado na Dubrasil. O anúncio foi feito no dia 10 de Setembro de 2015. Novamente cláusulas de confidencialidade dificultaram um acompanhamento mais de perto das dublagens.

    No dia 23 de Novembro de 2015, o Hermes Baroli divulgou uma foto, no Rio de Janeiro, e anunciou que os dubladores Mário Jorge de Andrade e Mabel Cezar estavam participando das dublagens. Em 15 de Dezembro de 2015, a dubladora Tânia Gaidarji confirmou que estava participando da segunda temporada com a personagem Paradox de Gêmeos. Já no dia 27 de Janeiro de 2016 foi a vez do dublador Ricardo Juarez confirmar que estava participando mais uma vez com o personagem Harbinger de Touro. No dia 6 de Abril de 2016 ficamos sabendo que Tiaggo Guimarães tinha gravado a sua participação como Jabu de Unicórnio.

    As dublagens terminaram no dia 25 de Junho de 2016. Neste mesmo dia foi divulgado que, em São Paulo, a direção ficou por conta de Fábio Campos, Hermes Baroli e Zodja Pereira, com captação de áudio por Antonia Galdino, Guilherme Maia e Luiz Lima. No Rio de Janeiro a captação foi realizada no Estúdio Som de Vera Cruz e a direção ficou por conta da Mabel Cézar. Entre os dias 17 de Junho de 2016 e 11 de Novembro de 2016 divulgamos os nomes de diversos dubladores que fomos descobrindo aos poucos. A própria Dubrasil chegou a divulgar alguns nomes neste período também. No dia 9 de Fevereiro de 2017 o dublador Fred Mascarenhas, que substituiu Antonio Akira, falecido em 2015, postou um vídeo mostrando a sua visita a Dubrasil e mostrou uma prévia de como ficou o Cólera do Dragão do Ryuho em sua voz.

    A lista com mais nomes dos dubladores foi sendo divulgada conforme os DVDs e Blu-rays iam sendo lançados no Brasil pela PlayArte. As datas de divulgação foram: 8 de Setembro de 2017, 25 de Novembro de 2017 e 20 de Dezembro de 2017.

    Com relação as músicas de abertura, elas foram gravadas pelo quarteto Edu Falaschi, Larissa Tassi, Ricardo Cruz e Rodrigo Rossi mais uma vez. As letras são de Rodrigo Rossi, Ricardo Cruz e Ovídio Cleto, vocalista da banda J-Kai. O anúncio foi feito no dia 16 de Junho de 2016. A primeira delas, chamada Evolução Ômega, foi divulgada (versão do estúdio) em primeira mão por nós do CavZodiaco no dia 7 de Setembro de 2017, embora os cantores tinham cantado ela ao vivo no dia 17 de Julho de 2016, durante o evento Anime Friends. A segunda música, chamada Cordas de Luz, ainda é inédita para os fãs. Ela poderá ser conferida pela primeira vez quando a quarta box de DVDs da segunda temporada de Ômega for lançada em 2018 pela PlayArte.

    Observação: tudo indica que este período marcou a despedida do cantor Edu Falaschi como cantor oficial das músicas dos Cavaleiros do Zodíaco. Por conta própria, ele optou por sair, embora não tenha feito nenhum anúncio oficial sobre o assunto. O fato marcou também o término da banda Cavaleiros in Concert. A partir deste momento, os cantores Rodrigo Rossi, Ricardo Cruz e Larissa Tassi formaram uma nova banda chamada Danger 3.


    Em meio ao início das dublagens da segunda temporada da série Ômega, no dia 31 de Outubro de 2015 vazou a informação, através do dublador Luiz Antônio Lobue (Aiolia de Leão), de que o anime Alma de Ouro (Soul of Gold) estava sendo dublado em sigilo no Brasil. Na ocasião, o dublador afirmou que dois episódios já tinham sido dublados inclusive. A informação se confirmou verdadeira no mês seguinte, porém descobrimos que foi uma dublagem feita apenas para os dois primeiros episódios mesmo e encomendada exclusivamente para exibição durante a Comic Con Experience 2015. No dia 4 de Dezembro de 2015, logo após o painel oficial da Toei Animation no evento, que contou inclusive com a presença do produtor do anime, o Satoshi Teramoto, o primeiro episódio foi exibido. Por falta de tempo, não foi possível exibir o segundo episódio. Além disso, como não era permitido filmar, apenas os cerca de 400 fãs presentes no auditório tiveram a oportunidade única de conferir esta dublagem. Dificilmente haverá outra oportunidade de conferir este material, já que uma nova dublagem, desta vez completa para os 13 episódios do anime, foi feita para substituir essa. Além disso, muito provavelmente estes episódios com esta dublagem preliminar jamais vazarão na Internet, tornando-se um dos itens mais raros e exclusivos no Brasil. Com relação aos dubladores, descobrimos apenas as seguintes nomes:

    • Lyfia foi dublada pela Tarsila Amorim
    • Frodi foi dublado pelo Raul Ferreira
    • Aiolia de Leão foi dublado pelo Luiz Antônio Lobue
    • Hilda foi dublada pela Marli Bortoleto

    No dia 15 de Agosto de 2016 foi anunciado que o processo de dublagem dos 13 episódios já tinha iniciado nos estúdios da Dubrasil. Por conta mais uma vez de cláusulas de confidencialidade, não foi possível saber em que dia as dublagens começaram efetivamente e nem antecipadamente a lista de dubladores, embora vazaram alguns nomes:

    • Camus de Aquário foi dublado por Mauro Castro, que passou a ser em definitivo o dublador do personagem
    • Shaka de Virgem foi dublado por Carlos Silveira
    • Saga de Gêmeos foi dublado por Gilberto Baroli
    • Andreas foi dublado por Charles Dalla

    No final de Setembro de 2016, durante o evento HQPB, em João Pessoa, na Paraíba, os dubladores Carlos Silveira e Gilberto Baroli confirmaram que as dublagens já estavam na reta final. A expectativa de lançamento era para 2017, mas por conta da demora no acerto do licenciamento das músicas de abertura e encerramento em português, a Toei Animation demorou para liberar o material completo para a PlayArte. Com isso, a previsão de lançamento é para 2018 agora. Sobre as músicas, no dia 16 de Março de 2017, o cantor Ricardo Cruz anunciou que elas finalmente tinham sido gravadas. O nome oficial da música de encerramento ficou A Promessa do Amanhã, uma balada romântica. Já a abertura é uma releitura da clássica Soldier Dream. Elas foram cantadas pelo trio Rodrigo Rossi, Ricardo Cruz e Larissa Tassi e ambas são inéditas ainda para os fãs.

    Observação: o dublador Paulo Celestino faleceu em Novembro de 2017, mas ele gravou normalmente em 2016 sua participação como Máscara da Morte de Câncer. Este inclusive foi seu último trabalho em Cavaleiros do Zodíaco, apesar de inédito para os fãs ainda.


    Outras dublagens

    No dia 12 de Dezembro de 2016 os dubladores Leonardo Camillo e Ulisses Bezerra, em forma de desabafo, postaram em suas contas do Facebook, que teria chegado a informação até eles de que que um novo jogo dos Cavaleiros do Zodíaco estaria em fase de dublagem no Brasil e que não se utilizaria os dubladores originais da série. Ambos alertaram sobre a intenção (no caso da empresa contratante) de não pagar o cachê dos dubladores originais, por isso outros dubladores estariam sendo cotados para realizar testes. Diante disso, muitos fãs (muitos mesmo) começaram a nos mandar mensagens nos alertando sobre esta polêmica. Como não estávamos sabendo de nada, resolvemos averiguar e conseguimos descobrir algumas coisas.

    - Tratava-se na verdade do jogo Saint Seiya Online, MMORPG feito em parceria pela Sega e pela Perfect World, na qual foi lançado no mercado asiático em 2013, e não um jogo novo. Contudo, ao contrário do que foi falado, não estava 100% certo o seu lançamento aqui e nem havia um processo de dublagem efetivamente em andamento. O momento era de estudo de viabilidade de lançamento.

    - Sobre a dublagem, apuramos que os testes foram na verdade para os novos personagens (os genéricos, que os próprios jogadores podem criar) e não para os já conhecidos.

    O jogo acabou sendo lançado no dia 4 de Setembro de 2017 (inicialmente em versão beta fechado). Neste momento foi divulgado que foi tentado fazer a dublagem completa do jogo, porém não houve acordo com os dubladores. De qualquer forma, a Ongame Entretenimento, empresa responsável pelo lançamento do jogo aqui, conseguiu dublar o personagem masculino e o personagem feminino que o usuário cria, ou seja, o personagem que ele irá utilizar durante todo o jogo. Neste caso foi possível dublar pois não dependia dos dubladores originais. O personagem masculino ficou a cargo de Arthur Machado e o feminino por Kandy Kathy. Embora não tenha sido divulgado o nome do estúdio responsável pela dublagem, especula-se que tenha sido o estúdio Lexx, de São Paulo. Sobre este assunto da dublagem, a Ongame publicou três notas em um diário online com relatos interessantes sobre isso. CLIQUE AQUI para conferir.


    Oscar da Dublagem

    Oscar da Dublagem

    Entre 2003 e 2011 a empresa Yamato Comunicações e Eventos promoveu a entrega do prêmio voltado a eleger os melhores da dublagem brasileira de cada ano. O nome oficial era Prêmio Yamato - Oscar da Dublagem e a cerimônia de entrega era uma das atrações do evento Anime Friends.

    A série Os Cavaleiros do Zodíaco recebeu ao todo 48 indicações no período, saindo vitoriosa em 16 oportunidades. A série recebeu também 1 prêmio especial. Confira:


    1ª edição realizada em 5 de Julho de 2003

    Prêmio Especial:
    • Troféu Anime Friends, para a dublagem da série Os Cavaleiros do Zodíaco (Gota Mágica), que marcou época pelo conjunto da obra


    2ª edição realizada em 10 de Julho de 2004

    Indicações:
    • Élcio Sodré (Shiryu de Dragão) para a categoria "Melhor Ator"
    • Francisco Bretas (Hyoga de Cisne) para a categoria "Melhor Ator"
    • Isabel de Sá (Marin de Águia) para a categoria "Melhor Atriz"
    • Carlos Silveira (Shaka de Virgem) para a categoria "Melhor Ator Coadjuvante"
    • Araken Saldanha (Mestre Ancião) para a categoria "Melhor Ator Coadjuvante"
    • Jonas Mello para a categoria "Melhor Narrador"
    • Wendell Bezerra e Wellington Lima para a categoria "Melhor Diretor" (indicação conjunta)
    • Maria Inês Moane (Diretora Artística) para a categoria "Melhor Dublagem"
    Vencedores:
    • Francisco Bretas (Hyoga de Cisne) na categoria "Melhor Ator"
    • Jonas Mello na categoria "Melhor Narrador"


    5ª edição realizada em 14 de Julho de 2007

    Indicações:
    • Luiz Laffey (Shion de Áries na Fase Santuário de Hades) para a categoria "Melhor Ator Coadjuvante"
    • Cecília Lemes (Artemis no filme Prólogo do Céu) para a categoria "Melhor Atriz Coadjuvante"
    • Thiago Zambrano (Tohma de Ícaro no filme Prólogo do Céu) para a categoria "Revelação"
    • Spencer Toth (Teseu no filme Prólogo do Céu) para a categoria "Revelação"
    • Hermes Baroli (Episódio Zero) e Marcelo Campos (Fase Santuário de Hades) para a categoria "Melhor Diretor" (indicação conjunta)
    • Álamo (Fase Santuário de Hades e Prólogo do Céu) para a categoria "Melhor Trilha Sonora"
    • Álamo e DuBrasil para a categoria "Melhor Dublagem" (indicação conjunta)
    • Marcelo Del Greco (Fase Santuário de Hades e Prólogo do Céu) para a categoria "Melhor Tradução"
    • DuBrasil (Episódio Zero) para a categoria "Melhor Captação de Áudio"
    • DuBrasil (Episódio Zero) para a categoria "Melhor Mixagem"
    Vencedores:
    • Hermes Baroli (Episódio Zero) e Marcelo Campos (Fase Santuário de Hades) na categoria "Melhor Diretor" (prêmio conjunto)
    • Cecília Lemes (Artemis no filme Prólogo do Céu) na categoria "Melhor Atriz Coadjuvante" (votação popular)


    6ª edição realizada em 12 de Julho de 2008

    Indicações:
    • Cesar Marchetti (Radamanthys de Wyvern na Fase Inferno de Hades) para a categoria "Melhor Ator Coadjuvante"
    • Gilberto Rocha Jr (Fase Inferno de Hades) para a categoria "Melhor Narrador"
    • Karen Kazumi Hayashida e Marcelo Del Greco (Fase Inferno de Hades) para a categoria "Melhor Tradução ou Adaptação" (indicação conjunta)
    • DuBrasil (Pegasus Forever da Fase Inferno de Hades) para a categoria "Melhor Trilha Sonora ou Canção Adaptada para o Português"
    • DuBrasil (Fase Inferno de Hades) para a categoria "Melhor Mixagem"
    • DuBrasil (Fase Inferno de Hades) para a categoria "Melhor Redublagem ou Continuação"
    Vencedores:
    • Cesar Marchetti (Radamanthys de Wyvern na Fase Inferno de Hades) na a categoria "Melhor Ator Coadjuvante" (votação popular)
    • Gilberto Rocha Jr (Fase Inferno de Hades) na a categoria "Melhor Narrador"
    • DuBrasil (com prêmio entregue ao cantor Ricardo Cruz) (Pegasus Forever da Fase Inferno de Hades) na a categoria "Melhor Trilha Sonora ou Canção Adaptada para o Português"
    • Karen Kazumi Hayashida e Marcelo Del Greco (Fase Inferno de Hades) na a categoria "Melhor Tradução ou Adaptação" (indicação conjunta)


    7ª edição realizada em 12 de Julho de 2009

    Indicações:
    • Hermes Baroli e Gilberto Baroli (Fase Elíseos de Hades) para a categoria "Melhor Diretor" (indicação conjunta)
    • Tiaggo Guimarães (Jabu de Unicórnio na Fase Elíseos de Hades) para a categoria "Melhor Dublador ou Dublador Revelação"
    • Gilberto Rocha Jr (Fase Elíseos de Hades) para a categoria "Melhor Narrador"
    • DuBrasil (Fase Elíseos de Hades) para a categoria "Melhor Captação de Áudio"
    • DuBrasil (Fase Elíseos de Hades) para a categoria "Melhor Mixagem"
    • DuBrasil (Fase Elíseos de Hades) para a categoria "Melhor Trilha Sonora ou Canção Adaptada para o Português"
    • DuBrasil (Fase Elíseos de Hades) para a categoria "Melhor Redublagem ou Continuação"
    Vencedores:
    • Hermes Baroli e Gilberto Baroli (Fase Elíseos de Hades) na a categoria "Melhor Diretor" (prêmio conjunto)
    • DuBrasil (Fase Elíseos de Hades) na a categoria "Melhor Redublagem ou Continuação"


    8ª edição realizada em 10 de Julho de 2010

    Indicações:
    • Silas Borges (Alone na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Dublador de Anime"
    • Hermes Baroli e Zodja Pereira (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Diretor" (indicação conjunta)
    • Gilberto Rocha Jr (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Narrador"
    • Leo Stefaninni (Laime de Verme na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Revelação"
    • Rodrigo Rossi (Reino de Atena na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Trilha Sonora ou Canção Adaptada para o Português"
    • Arnaldo Oka e Marcelo Del Greco (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Tradução ou Adaptação" (indicação conjunta)
    • DuBrasil (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Mixagem"
    • DuBrasil (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Redublagem ou Continuação"
    • DuBrasil (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Dublagem de Anime"
    Vencedores:
    • Silas Borges (Alone na 1ª temporada de Lost Canvas) na categoria "Melhor Dublador de Anime"
    • Arnaldo Oka e Marcelo Del Greco (1ª temporada de Lost Canvas) na categoria "Melhor Tradução ou Adaptação" (prêmio conjunto)
    • DuBrasil (1ª temporada de Lost Canvas) na categoria "Melhor Dublagem de Anime"


    9ª edição realizada em 9 de Julho de 2011

    Indicações:
    • Charles Emmanuel (Tenma na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Dublador de Anime"
    • Mauro Ramos (Hasgard de Touro na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Dublador de Anime"
    • Miriam Ficher (Pandora na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Dubladora de Anime"
    • Tatiane Keplmair (Yuzuriha na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Dubladora de Anime"
    • Gilberto Rocha Jr (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Narrador"
    • Roberto Leite (Kagaho de Benu na 1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Revelação"
    • DuBrasil (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Redublagem ou Continuação"
    • DuBrasil (1ª temporada de Lost Canvas) para a categoria "Melhor Dublagem de Anime"
    Vencedores:
    • Charles Emmanuel (Tenma na 1ª temporada de Lost Canvas) na categoria "Melhor Dublador de Anime"
    • Miriam Ficher (Pandora na 1ª temporada de Lost Canvas) na categoria "Melhor Dubladora de Anime"
    • DuBrasil (1ª temporada de Lost Canvas) na categoria "Melhor Dublagem de Anime"

    voltar para o topo da página

    última atualização realizada em: 18/01/2018