Introdução aos CDZ -> Licenciamento no Brasil

Informações

Introdução

Conheça as empresas e um pouco da história do licenciamento de produtos dos Cavaleiros do Zodíaco no Brasil:

Alien International

Alien International

Foi a empresa responsável por todo o processo de licenciamento de produtos na época de maior sucesso dos Cavaleiros do Zodíaco no Brasil (entre 1994 e 1997). A sua sede era no bairro Pinheiros, em São Paulo. Em algumas reportagens da época a empresa é citada com o nome "Alien Planetoys". Abaixo você confere uma lista de empresas e os respectivos produtos licenciados lançados:

  • Samtoy: importadora responsável por trazer os clássicos bonecos da Bandai (linha Saint Cloth Series) entre 1994 e 1996.
  • Brinquedos Estrela: lançamento de máscaras, voltadas ao público infantil, com os rostos dos personagens Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne e Ikki de Fênix.
  • Coluna: diversos brinquedos: jogo de tabuleiro, jogo de memória, dominó, dois quebra-cabeças e kit de pintura.
  • Sukest: suco em pó Spin, com figurinhas dos Cavaleiros do Zodíaco
  • Freegels: bala Zung, com figurinhas dos Cavaleiros do Zodíaco
  • FestColor: artigos para festas de aniversário.
  • FujiFilm: miniatura promocional.
  • Bobs: bonés promocionais.
  • Nestlé: tazos.
  • Caloi: bicicleta.
  • Magic World: camisetas.
  • AB Films: quatro filmes clássicos em VHS (sob o selo das parceiras Flashstar Filmes e Premier Filmes) e lançamento do filme do Abel nos cinemas.
  • Sony Music / Columbia: CD, LP e K7 com músicas da série.
  • Acme Editora / Nova Sampa: revistas e pôsteres.
  • Quadrimix: revistas, revistas/livros de atividades e pôsteres.
  • Prince Editora / Multi Editora: revistas, pôsteres, cards e livros ilustrados.

Obs. 1: foi lançado um tênis tematizado da série, com as informações de direitos reservados ao Masami Kurumada, Shueisha e Toei Animation, porém não conseguimos até hoje identificar a marca do produto.

Obs. 2: diversas editoras lançaram revistas com matérias dos Cavaleiros do Zodíaco (a maioria destacando-os nas capas), porém não há registros se elas possuiam licença para tal tipo de lançamento ou não. Vale ressaltar que não existia uma fiscalização rígida na época.

Obs. 3: foi lançada uma coleção de cards chamada Polycards, porém até hoje não conseguimos identificar se são oficiais ou não.

Obs. 4: foi lançada uma coleção de carimbos, porém até hoje não conseguimos identificar se são oficiais ou não.

Obs. 5: uma marca de Shampoo (que não conseguimos identificar qual era) oferecia miniaturas dos Cavaleiros do Zodíaco de brinde.

Obs. 6: uma empresa (que não conseguimos identificar qual era) comprou os direitos e lançou uma espécie de Tele 900 dos Cavaleiros do Zodíaco na época.


Imagine Action
Imagine Action

Imagine Action - DaLicença - Creative Licensing Brasil

DaLicença adquiriu os direitos da marca no Brasil em 1999 (ainda quando era apenas DaLicença Licenciamento). A sua sede era no bairro Pacaembu, em São Paulo. Em 2002 se uniu a agência de licenciamento Imagine Action, passou a atuar sob o nome fantasia de Creative Licensing Brasil e foi a responsável por todo o planejamento de retorno da série em 2003, culminando com o relançamento em TV. Em comparação com a década de 90, tivemos uma variedade até maior de produtos licenciados neste período (entre 2003 e 2007):


Angelotti Licensing & Entertainment Business

Angelotti Licensing & Entertainment Business

Em 2008, Luiz Angelotti, que era o responsável pela licença dos Cavaleiros do Zodíaco na Creative Licensing Brasil, fundou a sua própria empresa, levando o licenciamento para a sua nova empresa e dando continuidade ao projeto. A sua sede hoje é na região da Av. Paulista, em São Paulo. De 2008 até hoje, novos produtos licenciados foram lançados. Em 2016 a série voltou a TV aberta. Empresas intessadas em licenciar produtos devem entrar em contato acessando www.luizangelotti.com.

  • Long Jump: importadora manteve contrato até 2010.
  • Pizii Toys: assumiu a importação dos bonecos Cloth Myth da Bandai em 2011. Passou a trazer também as linhas Cloth Myth EX, Cosmo Burning Collection e D.D. Panoramation. Produziu dioramas próprios também.
  • Deomar Editora: livro ilustrado e revistas de atividades.
  • Emporium de Ideias: livro ilustrado.
  • Zap Games: jogo Batalha do Santuário, da Bandai Namco, para PS3.
  • Ecogames: jogos Bravos Soldados para PS3 e Alma dos Soldados para PS3 e PS4, ambos da Bandai Namco.
  • PlayArte: DVDs e Blu-Rays
  • Flashstar Filmes: DVDs.
  • Diamond Filmes: lançamento do filme A Lenda do Santuário nos cinemas.
  • Paris Filmes: DVDs.
  • Editora JBC: mangás.
  • Ellus 2nd Floor: camisetas.
  • C&A: camisetas.
  • Piticas: camisetas.
  • Studio Geek: camisetas.
  • Crunchyroll: streaming de episódios.
  • Netflix: streaming de episódios.
  • Netmovies: streaming de episódios.
  • Looke: streaming de episódios.

Obs. 1: o sistema de streaming Daisuki, que exibiu os episódios do anime Alma de Ouro no Brasil, não funcionava sob licença específica para o Brasil.

Obs. 2: até o final de 2012 a empresa Angelotti Licensing & Entertainment Business detinha os direitos de licenciamento da série Lost Canvas, cujo anime é de produção da japonesa TMS. Atualmente os direitos do Lost Canvas no Brasil pertencem a empresa Sato Company, que exibe os episódios do anime via streaming através do sistema Wow!Play.


voltar para o topo da página

última atualização realizada em: 21/08/2017