Prólogo do Céu: leia o resumo completo do novo filme (spoilers)!

📅sábado, 14 de fevereiro de 2004, as 12h11min

fonte: fóruns 2ch
Escutar a notícia
TTS (Text to Speech): agora fãs com deficiência visual poderão acompanhar as notícias dos Cavaleiros do Zodíaco de uma forma mais acessível. Basta clicar no botão "play" para escutar! Aos poucos iremos aprimorando a pronúncia de alguns termos, padronizando com o que é utilizado no Brasil.
Leia o resumo completo do novo filme (se não quiser perder a surpresa aconselhamos que não leia!) e uma nova imagem promocional (a mesma usada em outdoor japoneses)!

O filme possui muitos diálogos e muitos efeitos especiais, melhores até do que em Hades. Vários retoques foram feitos em relação a exibição-teste dos dias 7 e 8 de fevereiro. Agora pode-se ouvir muitas músicas de fundo, a maioria dedicadas a Artemis (lembrando que a trilha sonora estará à venda dia 17 de março). Como já foi dito antes, o filme começa com Tôma, Odysseus e Theseus atacando o inerte Seiya, que está em sua cadeira de rodas aos cuidados de Saori em um chalé perto de um lago. Saori surge para proteger Seiya, Os "Anjos", como são chamados os guerreiros celestiais, não conseguem tocar em Saori e logo desitem do ataque. Artemis aparece para confrontar a irmã mais nova. Artemis diz que a Terra deve ficar nas mãos dos deuses pois os humanos são pecadores. Saori entrega o báculo de Niki e o controle da Terra em troca do perdão da vida de Seiya e de toda humanidade. Artemis toma o báculo e juntos com os Anjos ela desaparece. Saori parte logo em seguida, fazendo com que Seiya desperte e se levante da cadeira de rodas. Ele parte caminhando para o Santuário, onde encontra Shina de Ofiuco, Jabú de Unicórnio e Ichi de Hidra que tentam detê-lo, mas é em vão. Durante o caminho para o Santuário Seiya lembra dos momentos de sua luta contra Hades, quando ele usava sua kamei e foi atingido no peito pela espada do imperador do mundo dos mortos (lembrando que está parte ainda não foi produzida em anime). Entretanto, Seiya não usa em nenhum momento do filme a sua kamei. Enquanto isso, Shun usa suas correntes para escalar um grande penhasco perto do Santuário, de repente ele é atacado por Theseus, sendo arremessado contra um paredão de pedra que parece ser uma enorme muralha, mas quando ele olha bem, percebe que na verdade se trata de uma gigantesca escultura de pedra, formada por ramificações dos corpos dos cavaleiros de ouro. Shion e 12 cavaleiros de ouro estão juntos, só se consegue observar as formas de Saga, Mu, Shura e Shion, os outros não se consegue ver direito, no entanto todos estão juntos nessa mesma estátua, seus rostos formam um tipo de árvore monstruosa. A primeira aparição dos cavaleiros de ouro é na verdade em um lugar escuro, eles estão rodeados de sombras, que parecem ser os deuses Apollo e Artemis. Somente Shion e Dohko falam com os deuses. Eles afirmam que seus espíritos nunca morrerão e que protegerão Atena para sempre. Os cavaleiros de ouro são mostrados muito rapidamente, não sendo possível distiguir todos eles com exatidão, mas contando com Dohko e Shion, 13 cavaleiros estão presentes. Shun está em desvantagem, mas Ikki aparece para ajudá-lo como sempre. Ikki está usando sua terceira armadura (restaurada na fase de Hades), assim como Shun e os outros, porém a luta é difícil e Ikki logo também é derrubado. Shun se levanta, Ikki se ergue logo em seguida e os dois juntos vencem Theseus, que com isso percebe o motivo pelo qual os deuses querem acabar com os cavaleiros de bronze. Shun carrega Ikki consigo até o local onde Atena está. Seiya encontra com Shiryu e Hyoga. Shiryu está com sua armadura totalmente destruída e está flutuando em um tanque com água, enquanto Hyoga está em posição de ataque, como na Execução Aurora, e seu corpo está quase todo congelado. Os dois haviam enfrentado Odysseus, que tem o poder de reverter os ataques contra eles. Seiya enfrenta Odysseus, ainda sem sua armadura, enquanto o Anjo está bem protegido por sua "Glória" ( lory - a armadura dos guerreiros celestiais). Shiryu e Hyoga se levantam mais uma vez para enfretar o poderoso inimigo, Seiya acredita na força deles abandona o local, deixando-os para trás, mais tarde Shiryu e Hyoga encontram com Seiya e os outros. Seiya enfreta Tôma e quase é eliminado, mas Marin aparece para revelar que Tôma é seu irmão há tempos desaparecido. Tôma ignora Marin, ele só pensa em cumprir a missão dada por Artemis, eliminar os cavaleiros de bronze, para que assim ele se torne tão poderosos quanto os deuses do Olimpo. Marin insiste falando sobre o passado e sobre os seus pais, também fala sobre as virtudes da humanidade, mas ele a ignora, derrotando-a junto com Seiya. Tôma parte para junto de Artemis e ela lhe revela que ele é o único humano escolhido para servi-la. Seiya chega para impedir que Saori derrame seu sangue na fonte de redenção em nome da humanidade. Ela consegue o cetro de volta das mãos de Artemis. Tôma enfrenta Seiya, mas dessa vez ele não consegue derrotá- lo. Tôma quase cai de um penhasco mais Marin aparece para salvá-lo. Os dois conversam sobre o passado e sobre a humanidade, ele acaba recobrando a memória e lembra que sempre jurou protegê-la, por isso desejou se tornar um dos guerreiros celestiais. Artemis dispara uma flecha contra Saori, mas Tôma se joga em sua tragetória e é acertado no peito, tombando nos braços de Marin. Ele afirma que Artemis não deve sujar suas mãos com sangue e depois perde a consciência. Não se sabe se ele está morto ou não. No final do filme, Apollo surge e Seiya se joga contra ele sem nenhuma roupa ou armadura. Os créditos finais começam a passar na tela ao som da música NEVER da banda MAKE-UP, e quando se espera que o filme tenha acabado, surge Seiya vestindo sua mais nova armadura, atacando Apollo. O filme termina deixando mais mistérios do que respostas. Uma coisa é certa, os fãs agora estão mais ansiosos para saberem sobre as alterações na saga de Hades e sobre o que reserva a Saga do Céu (Tenkai-hen), pois afinal, esse filme é apenas a abertura.

Pontos Positivos:
Boa sacada da TOEI quando finalmente mostra quem é o irmão da Marin; História não tem fim, ou seja, muita coisa nova ainda virá. Podem ser novos filmes ou até uma série de OVAs ou para TV; TOEI criou novas lacunas. Antes os fãs se descabelavam para entender os mistérios que envolviam HADES, agora novas dúvidas surgem (Ex.: como Seiya consegue está nova armadura? Como será a luta contra Apollo já que no filme só mostrou ele partindo pra cima de Apollo?); Trilha Sonora arrepiante; Novo destino para os Cavaleiros de Ouro. Tudo indica que eles voltarão a vida mais para frente!

Pontos Negativos:
Pouca aparição de Hyoga e Shiryu pode desagradar alguns fãs; História muito ampla e dispersa. Como o filme é apenas uma introdução a TOEI procurou apenas mostrar os fatos e não entrar em detalhes para nenhum dos fatos novos (tirando apenas o caso de Tôma ser irmão da Marin); Onde foram parar as Kameis? Porque eles não utilizam?
📷
Total: 1 imagem
📷

Estatísticas de Acesso

Total de Acessos na Notícia:

Quem além de você está acessando esta notícia agora?

Fã-Clube: Anônimo: App:

Comentários dos Fãs



o que foi publicado no dia 14 de fevereiro dos anos anteriores?