Os Cavaleiros do Zodíaco: mangá completa 20 anos do seu lançamento no Brasil!

📅quinta-feira, 26 de novembro de 2020, as 10h02min
Escutar a notícia
TTS (Text to Speech): agora fãs com deficiência visual poderão acompanhar as notícias dos Cavaleiros do Zodíaco de uma forma mais acessível. Basta clicar no botão "play" para escutar! Aos poucos iremos aprimorando a pronúncia de alguns termos, padronizando com o que é utilizado no Brasil.
O mangá dos Cavaleiros do Zodíaco está completando 20 anos do seu lançamento no Brasil. O fato ocorreu em novembro de 2000, pela Conrad Editora.

Juntamente com o mangá de Dragon Ball, este lançamento deu início a popularização dos mangás no Brasil, com leitura seguindo o padrão oriental. Foi um marco!

O mangá tankobon original dos Cavaleiros do Zodíaco possui 28 volumes, englobando as Sagas do Santuário, Blue Warriors, Poseidon e Hades. A Conrad optou pelo lançamento no formato meio-tanko, de forma que fosse possível estendê-lo nas bancas por bastante tempo. Foram ao todo 48 volumes, lançados mensalmente entre novembro de 2000 e dezembro de 2003 (embora a partir de abril de 2003, dois volumes eram lançados por mês). Cada volume começou custando R$ 3,50 e terminou custando R$ 4,90.

Abaixo, confira um comercial TV exibido em janeiro de 2001, promovendo o lançamento nas bancas de todo o Brasil:


Um detalhe bacana na época era a seção de cartas presente em cada volume. Uma forma descontraída de manter o público conectado com a editora e com o editor Cassius Madauar. Foi através desta seção que o site CavZodiaco começou a ganhar relevância entre os fãs, com a divulgação da nossa carta no volume 17 (março de 2002).

Posteriormente, em 2004, a Conrad Editora fez um relançamento completo do mangá, corrigindo diversos erros presentes na primeira edição (o CavZodiaco ajudou inclusive nestas correções). Os 48 volumes foram relançados entre setembro de 2004 e junho de 2006.

Muitos anos depois, em 2012, a Editora JBC adquiriu os direitos junto a Shueisha e lançou mais uma versão do mangá no Brasil, desta vez seguindo fielmente o padrão do tankobon japonês, com 28 volumes (lançados entre janeiro de 2012 e junho de 2014). Um quarto lançamento foi feito no Brasil, desta vez no formato Kanzenban, também pela Editora JBC. O mangá começou a ser lançado em dezembro de 2016 e segue até hoje (atualmente estamos no volume 18, dos 22 previstos).

E pensar que tudo isso poderia ter acontecido antes, no auge dos Cavaleiros do Zodíaco no Brasil, em 1995. Em post publicado pelo jornalista Marcelo Del Greco, em maio de 2014, ficamos sabendo que o mangá quase foi publicado pela Nova Sampa (a mesma editora que lançava as revistas Herói na década de 90). Confira o relato da época:

"Poucas são as pessoas que sabem, mas, originalmente o mangá dos Cavaleiros do Zodíaco seria publicado pela Nova Sampa em 1995 no Brasil. Isso só não aconteceu porque na época a distribuidora brasileira não topou lançar uma revista com leitura invertida. Por sua vez, a Shueisha não autorizou que isso fosse mudado para sair no Brasil. Sobrou só esse gabarito do capítulo 1 traduzido que recebi para revisar..."

O relato é muito interessante. Se isso tivesse realmente acontecido, a história do mangá em geral no Brasil seria totalmente diferente. O "boom" dos mangás viria 5 anos antes e com certeza o sucesso dos Cavaleiros do Zodíaco se estenderia ainda mais e não terminaria em 1997. A maioria dos fãs teria acesso a Saga de Hades muito antes do que tiveram, por exemplo também!
📷
Total: 48 imagens
📷

Estatísticas de Acesso

Total de Acessos na Notícia:

Quem além de você está acessando esta notícia agora?

Fã-Clube: Anônimo: App:

Comentários dos Fãs


o que foi publicado no dia 26 de novembro dos anos anteriores?